Senador republicano qualifica Biden de 'incapaz'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
(Arquivo) O senador americano Rick Scott discursa durante a Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC, na sigla em inglês), em Orlando, Flórida, em 26 de fevereiro de 2022 (AFP/CHANDAN KHANNA) (CHANDAN KHANNA)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O senador republicano Rick Scott qualificou, nesta terça-feira (10), o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, de estar mentalmente "incapaz" e disse que ele deveria renunciar, uma prévia do que se espera na campanha para as eleições legislativas deste ano.

Scott, que lidera a organização da campanha dos senadores republicanos, se transformou em um alvo-chave da mensagem eleitoral do próprio Biden, na qual afirma que seus oponentes são extremistas.

"Sejamos honestos. Joe Biden não está bem. Ele não está apto para o cargo. É incoerente e está incapacitado e confuso. Ele não sabe onde está na metade do tempo. É incapaz de liderar e de desempenhar suas funções", disse Scott em comunicado.

"Todo o mundo sabe disso, mas ninguém quer dizer. No entanto, temos que fazê-lo, pelo bem do país. Joe Biden não é capaz de fazer o seu trabalho", acrescentou o senador eleito pelo estado da Flórida.

Ao ser perguntado por um jornalista sobre a declaração de Scott, Biden sorriu e respondeu: "Acho que este homem tem um problema".

A afirmação de que Biden, de 79 anos - a pessoa mais velha a assumir a presidência dos Estados Unidos -, está senil tem sido uma das principais linhas de ataque por parte dos republicanos desde a campanha fracassada de Donald Trump para a reeleição em 2020.

Em um discurso nesta terça, Biden reiterou sua advertência de que o plano econômico proposto por Scott elevaria os impostos para as pessoas de baixa renda e colocaria em dúvida a continuidade da atenção pública de saúde para a população pobre e os idosos.

"É a agenda ultra-MAGA", disse o presidente, em referência ao slogan "Make America Great Again" ["Torne a América Grande De Novo", em tradução livre do inglês] de Trump.

sms/wd/dem/yow/rpr/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos