Senadora pressiona e empresário diz não ter como ligar áudio que ele apresentou à vacinas

  • Dominguetti acusou Luis Miranda de tentar negociar vacinas com a Davati

  • Depoente apresentou um áudio enviado por Luis Miranda a um funcionário da empresa

  • Dominguetti diz que no áudio Miranda tenta negociar vacinas; parlamentar cita "produto"

Luiz Paulo Dominguetti Pereira, vendedor da Davati Medical Supply, afirmou que a empresa foi procurada pelo deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) para negociar vacinas. A declaração foi dada durante depoimento à CPI da Covid.

"O Cristiano (funcionário da Davati) me relatava que volta e meia tinha parlamentares o procurando e quem mais incomodava era o deputado Luis Miranda, o mais insistente com a compra, intermediação de vacinar. O Cristiane me enviou um áudio em que ele pede que seja feita uma live, o nome dele (...), que ele colocaria a vacina para rodar", revelou.

O áudio, segundo Dominguetti, provaria que Miranda tentou comprar vacinas da Davati em nome do Ministério da Saúde. Reproduzida na CPI por três vezes, a fala do deputado não se refere a vacinas, mas a "produtos".

A senadora Eliziane Gama, então, o questionou se ele poderia, a partir daquele áudio, afirmar, como estava fazendo, que Miranda negociava vacinas e não outros suprimentos médicos, como luvas. O empresário recuou e afirmou não poder fazer juízo de valor.

Na última sexta-feira, os irmãos Miranda estiveram na CPI da Covid para dar explicações sobre o caso Covaxin. Há a suspeita de corrupção por parte do governo Bolsonaro na compra da vacina indiana.

Imagens: TV Senado

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos