Sensação térmica no Rio de Janeiro supera 54°C, e cariocas evitam praia

**ARQUIVO** ANGRA DOS REIS, RJ, 26.07.2019 - Praia na vila de Mambucaba, em Angra. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O forte calor no Rio de Janeiro neste sábado (11) registrou a maior temperatura na cidade no ano de 2020, pela primeira vez superando os 40ºC. A sensação térmica, porém, superou os 54ºC.

De acordo com o Centro de Operações Rio, por volta de 12h, os termômetros chegaram a 40,2ºC em Guaratiba, bairro da zona oeste do município, um recorde no ano.

A maior temperatura até então tinha sido no primeiro dia de 2020, quando os termômetros bateram 39,2ºC, marca que ainda não havia sido alcançada.

Em Santa Cruz, outro bairro na zona oeste carioca, a sensação térmica chegou a 54,8ºC, às 14h15 deste sábado, no que foi também o maior registro de 2020 até o momento.

Pontos nas zonas sul e norte da cidade também superaram os 40ºC em sensação térmica, como Irajá (41,9ºc), Jardim Botânico (48,3ºC), Barra (42,6ºC), Alto da Boa Vista (41,5ºC) e São Cristovão (41ºC).

O Centro de Operações Rio ressaltou que existe previsão de chuva moderada podendo ser forte nas próximas horas, inclusive com possíveis ventos e raios.

O forte calor incomodou até quem mora na capital fluminense neste sábado.

A artista Camila Tobal, 27, disse que as altas temperaturas a impedem de sair de casa. "Não fui nem à praia por causa do calor, que obriga a gente a ficar dentro do ar condicionado. Não dá nem para passear com o cachorro."

O empresário João Pimentel, 50, acordou cedo para caminhar pela cidade e não aguentou o calor.

“Comecei a andar umas 8h30, mas estava um calor, pior do que qualquer dia e horário que já passei nessa cidade. Esse calor deu saudades de Manaus, você sai de um lugar e sente aquele bafo, só Manaus era assim na minha vida, e agora o Rio de Janeiro está assim”, disse ele, que já morou na capital do Amazonas.

A produtora cultural Teresa Durante, 63, também sentiu os efeitos das fortes temperaturas no Rio, que a impediram de fazer sua caminhada matinal.

"Malho diariamente, faço 10 km de caminhada forte. Hoje fui para caminhada na orla de Copacabana e não suportei, estava voltando do Leme deu meia volta e não fui para o posto 6. Voltei para casa. O corpo não permitiu que fizesse meu percurso", disse Durante.

Nesta sexta, as temperaturas já tinham sido altas, com recorde de sensação térmica de 48,6ºC na zona norte da cidade.