Sentinel Bank: conheça a corretora envolvida no caso da formatura da USP

Hospital Universitário da USP: caso da estudante que perdeu R$ 1 milhão chocou a instituição
Hospital Universitário da USP: caso da estudante que perdeu R$ 1 milhão chocou a instituição
  • Aluna suspeita de desviar os recursos afirma ter sido vítima de golpe do Sentinel Bank;

  • Corretora foi alvo da Operação Trades e processo corre em sigilo;

  • Empresa teria embolsado R$ 200 milhões de seus clientes.

A aluna de medicina da Universidade de São Paulo (USP), suspeita de desviar aproximadamente R$ 1 milhão do fundo de formatura dos estudantes, se defende das acusações afirmando que foi vítima de um golpe da corretora de investimentos Sentinel Bank. Mas afinal, quem é essa corretora e como ela se envolveu no caso?

O Sentinel Bank é uma corretora de investimentos, que prometia a seus clientes um retorno de 6,4% através de investimentos na bolsa de valores. No entanto, a empresa financeira acumula uma série de reclamações de seus clientes nos portais digitais, e está sob investigação da Polícia Federal.

A companhia foi uma das envolvidas na Operação Traders, da PF, que visou o combate de golpes financeiros e falsos investimentos na bolsa de valores por todo Brasil. A operação também indiciou as companhias por lavagem de dinheiros, crime contra a economia popular, gestão fraudulenta, organização criminosa e outros.

O Sentinel Bank foi alvo de mandados de busca e apreensão em sua sede, localizada em Umuarama, no Paraná, em julho de 2021. Os investigadores suspeitam que a empresa, que não realizava o repasse de lucros e dividendos aos investidores, tenha captado R$ 200 milhões às vítimas. Atualmente a empresa está com seus bens bloqueados na Judiciário, onde o processo corre em sigilo. A Comissão de Valores Mobiliários, autoridade regulatória do mercado financeiro, também já emitiu um alerta sobre o Sentinel Bank, afirmando que a empresa não possui autorização para intermediar no mercado de ações.

No campo civil, a companhia conta com 158 ações na Judiciário por clientes que jamais receberam nenhum rendimento por parte do dinheiro que investiram na corretora. No "Reclame Aqui", a corretora possui ainda três outras reclamações não respondidas.