Sentir-se deprimido ou solitário pode envelhecer mais rápido do que fumar, diz estudo

Um estudo indicou que sentir-se infeliz, deprimido ou solitário pode deixar o processo de envelhecimento mais rápido do que fumar. Para os autores da pesquisa, divulgada em agosto, essa descoberta destaca a importância da saúde psicológica e biológica.

Pesquisadores da companhia Deep Longevity, Universidade de Stanford e Universidade Chinesa de Hong Kong relataram na revista Aging-US como construíram um "relógio de envelhecimento" com base em dados de 4.846 adultos em 2015 como parte do Estudo Longitudinal de Saúde e Aposentadoria da China (CHARLS, na sigla em inglês). Foram avaliados níveis de colesterol e glicose, sexo dos participantes e informações como pressão arterial, índice de massa corporal e medidas da função pulmonar.

Além da "idade cronológica", que mede a vida em tempo, os pesquisadores também levam em conta a "idade biológica", baseada no envelhecimento das funções do corpo e influenciada pela genética, estilo de vida e outros fatores. Por isso, quanto maior for a "idade biológica", maior será o risco de doenças ou de morte.

“Demonstramos que fatores psicológicos, como sentir-se infeliz ou solitário, soma 1,65 anos à idade biológica”, afirmam os autores. “Cuidar de sua saúde psicológica é o maior contribuinte que você pode ter para desacelerar seu ritmo de envelhecimento”.