Seop e GM prenderam oito pessoas no réveillon de Copacabana, sendo que uma delas tinha um cutelo

·3 min de leitura

A Secretaria de Ordem Pública (Seop) e a Guarda Municipal (GM) registraram sete furtos, a maioria de celulares, além de um cordão de ouro durante a festa de réveillon de Copacabana. Vinte pessoas, entre elas quatro adolescentes, foram detidas e levadas para a Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (Deat), 9ª DP (Catete) e 12ª DP (Copacabana). Segundo a Seop, um homem de 24 anos chegou a usar um cutelo e uma faca no momento do roubo a um casal, ferindo uma das vítimas.

— Foram muitas tentativas de furto e parte do efetivo foi direcionado para abordar pessoas em atitudes suspeitas. Muitos jovens fingiam vender balas para comercializar drogas, ou esconder itens roubados. Havia muitos menores entre os criminosos. Eles andam em grupos com mulheres e crianças para inibir a abordagem dos policiais. Geralmente estão descalços e com várias bermudas, que vão trocando — explica o secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale.

O secretário disse que o efetivo de agentes não impede a atuação de criminosos:

— Eles têm técnicas e sabem que não podemos prender se não encontrarmos nada com eles. Como ontem tinha espaço, estava mais vazio do que nos outros anos, eles ainda podiam correr. No entanto, além das prisões, conseguimos recuperar alguns itens roubados, como celualres e cordões, e apreender facas. Nosso trabalho foi complementar ao da Polícia Militar.

As abordagens foram feitas por equipes da Guarda Municipal, formadas por 1.432 agentes, e da Subsecretaria de Operações da SEOP. Outros 491 homens da GM trabalharam em ações de fiscalização e no ordenamento do trânsito. Foram utilizados 87 reboques para impedir o estacionamento na orla.

— Nosso foco foi atuar nos bloqueios para evitar a entrada de veículos e a tropa a pé impediu a entrada de carrinhos, churrasqueiras, estruturas com botijão de gás, entre outros. Foram seis mil itens apreendidos focando na ordem pública. Os barraqueiros foram fiscalizados e foram retidas mercadorias irregulares, estruturas de madeira e caixas de som de eventos clandestinos. Tiramos freezers enterrados na areia, removemos cercadinhos e desfizemos loteamentos de areia — diz Carnevale.

As equipes da GM também realizaram a remoção de cinco estruturas e barracas de camping na orla de Copacabana ao longo do dia 31. Também foi registrado um auxílio a um turista que estava perdido. Entre os dias 29 e 31, foram registradas 276 infrações de trânsito em Copacabana, principalmente estacionamento irregular. Em toda a cidade, foram aplicadas 2.689 multas durante as ações de fiscalização e monitoramento do trânsito. De quinta-feira até a manhã de hoje foram removidos 326 veículos por desrespeito às regras de restrição.

Dois eventos clandestinos foram desmobilizados no Arpoador e em Copacabana. No Arpoador, os agentes se depararam com as estruturas de madeira estocadas na areia com grande quantidade de produtos, além de caixas de som. Ao todo, foram apreendidos 2.578 itens nesta ação, entre bebidas, descartáveis e alimentos. Já em Copacabana, altura do Posto 5, as equipes encontraram uma grande estrutura com mesas, cadeiras, caixas de som e equipamentos para um show. Todo material foi apreendido e levado para o depósito da Prefeitura.

Para Carnevale o balanço foi positivo.

— O saldo foi positivo, conseguimos descentralizar o público como era a ideia do prefeito — afirma.

A GM também atuou em outros pontos cidade. Na Zona Norte, durante a operação para a queima de fogos no Parque de Madureira, os guardas municipais atuaram no auxílio a uma mulher de 30 anos que teve um aborto espontâneo. Ela acionou as equipes porque estava se sentindo mal. Os agentes pediram suporte a uma funcionária da Comlurb para acompanhá-la ao banheiro e ela identificou o sangramento. Os agentes acionaram o SAMU e deram suporte até a chegada do socorro especializado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos