Ser Educacional lança banco digital voltado a público universitário

·1 min de leitura

SÃO PAULO – O grupo Ser Educacional, dono de dez instituições de ensino superior, anunciou nesta quarta-feira a criação de um banco digital, a b.Uni, voltada para oo público universitário. É a primeira fintech lançada por um grupo educacional no país.

Em nota, Janguiê Diniz, fundador e presidente do conselho de administração da companhia, afirma que a empresa vai oferecer "produtos e serviços financeiros pensados paraalunos, incentivando sua vinda ao mercado financeiro". A Ser Educacional tem atualmente cerca de 300 mil alunos.

Jânyo Diniz, presidente ds Ser, afirma em nota que a fintech, "será importante para a consolidação do ecossistemade educação continuada (...). Queremospossibilitar aos estudantes o acesso a produtos e serviços financeiros, trazendo benefícios que visamfacilitar sua vida educacional, como cashback para aqueles que pagam suas mensalidades pontualmente".

A empresa nova também deve fazer a emissão dos boletos de mensalidades das insituições controladas pela Ser e no pagamento de salários a seus cerca de 13 mil funcionários. A ambição da Ser é, ainda, firmar parcerias com outras instituições.

"Oferecer benefícios também ao funcionário é sempre uma ótimaalternativa de torná-lo engajado dentro da empresa, resultando naretenção de talentos. Do ponto de vista geral, com o b.Uni, estamosoferecendo aos usuários um portfólio de produtos e serviços financeiros deforma digital. Alunos agora poderão substituir uma conta bancáriatradicional por uma conta digital", diz a nota.

As próximas etapasdo b.Uni envolvem o lançamento de cartões de crédito e seguros.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos