Será? 5 filmes fantasiosos que dizem ser baseados em fatos reais

Rafael Monteiro
·4 minuto de leitura
"O Regresso", "Atividade Paranormal", "Fuga para a Vitória": teoricamente, filmes inspirados em fatos reais... (Reprodução)
"O Regresso", "Atividade Paranormal", "Fuga para a Vitória": teoricamente, filmes inspirados em fatos reais... (Reprodução)

O que você sente quando vê na tela que um filme é "baseado em fatos reais"? Fica apreensivo, com medo? Passa a acreditar mais na história? O aviso não deixa de ser um recurso criativo do cinema - sendo inclusive usado para ludibriar muitos espectadores.

Sim, nem todo filme que alega ser baseado em uma história real pode comprovar o fato. Apontando esses casos polêmicos, relembramos abaixo cinco filmes bem fantasiosos que juram ter sido inspirados na realidade. Será mesmo?

Leia também:

A Bruxa de Blair (1999)

<p>Fenômeno em seu lançamento, quando muita gente pensou se tratar de um caso real, o filme deu origem a uma série de seguidores. Arrecadação: US$ 140,5 milhões (Imagem: divulgação Paris Filmes) </p>
Fenômeno em seu lançamento, quando muita gente pensou se tratar de um caso real, o filme deu origem a uma série de seguidores. Arrecadação: US$ 140,5 milhões (Imagem: divulgação Paris Filmes)

Talvez a explicação para o surpreendente sucesso do filme de terror de baixo orçamento more numa "mentirinha". Antes de ser lançado, os responsáveis pelo filme lançaram um site no qual prometiam revelar o conteúdo chocante de uma fita VHS perdida por estudantes de cinema. Em um tempo sem grandes checagens de veracidade na internet, o longa de terror acabou sendo levado como documentário por muita gente, tornando-se ainda mais assustador durante a sessão nos cinemas. 

Além disso, vale destacar que "A Bruxa de Blair" foi inspirado na lenda de Elly Kedward, uma suposta bruxa do século XVIII. Por volta de 1785, Kedward foi expulsa da pequena vila onde morava após ser acusada de bruxaria. Após ser dada como morta, o seu espírito passou a ser associado a uma série de mortes de crianças na região de Burkittsville. Ainda que não dê para comprovar a história dela, temos que admitir que o enredo dá um pouco de medo...

O Regresso (2015)

<p>O filme que rendeu o tão esperado Oscar a Leonardo DiCaprio também esteve na cabeça dos brasileiros. (Divulgação) </p>
O Regresso, o filme que rendeu o tão esperado Oscar a Leonardo DiCaprio (Divulgação)

O filme estrelado por Leonardo DiCaprio é inspirado na vida de um homem que... ninguém sabe mesmo se existiu. Hugh Glass é um nome associado a muitas façanhas, todas elas citadas no livro homônimo de Michael Punke que inspirou o longa de Alejandro González Iñárritu. Apesar da falta de evidências, a versão oficial é que ele realmente lutou contra uma ursa-cinzenta por volta do ano 1700 e saiu vencedor do combate.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Atividade Paranormal (2007)

<p>O filme sobre as noites de um casal às voltas com uma presença demoníaca em casa deixou o público de cabelo em pé, dando início a uma franquia. Arrecadação: US$ 104,8 milhões (Imagem: divulgação Paramount) </p>
"Atividade Paranormal": filme sobre as noites de um casal às voltas com uma presença demoníaca em casa deixou o público de cabelo em pé, dando início a uma franquia. Arrecadação: US$ 104,8 milhões (Imagem: divulgação Paramount)

No mesmo formato de A Bruxa de Blair, o found footage, o longa de terror criado por Oren Peli também se beneficiou da estratégia "baseado em fatos reais". Para convencer o público que a trama do filme é verdadeira, os atores foram escalados em personagens de mesmo nome para tentar transmitir verossimilhança - mas é difícil citar uma pessoa que acreditou na estratégia de marketing.

Fargo (1996)

"Fargo": uma comédia que brinca com a noção de realidade do público (reprodução)
"Fargo": uma comédia que brinca com a noção de realidade do público (reprodução)

Tudo bem mentir no cinema. Pelo menos essa é a opinião dos irmãos Joel e Ethan Coen, responsáveis pelo clássico noventista. Sem o menor pudor, os realizados iniciam o filme com um aviso: "Esta é uma história real. Os eventos retratados neste filme ocorreram em Minnesota em 1987. A pedido dos sobreviventes, os nomes [dos personagens] foram trocados". Anos depois, Joel esclareceu o que era real na história em entrevista ao Huffington Post: “Houve um assassinato em Connecticut, onde um homem matou sua esposa e se desfez do corpo, colocando-a em um picador de madeira. Mas, fora isso, a história é inventada".

Fuga para a Vitória (1981)

(L-R) Actor Sylvester Stallone getting pointers fr. soccer great Pele during filming of motion picture Escape to Victory.  (Photo by John Bryson/The LIFE Images Collection via Getty Images/Getty Images)
Pelé dá dicas de futebol para o goleiro de ocasião Sylvester Stallone; astros contracenaram juntos em "Fuga Para a Vitória" (1981) (Photo by John Bryson/The LIFE Images Collection via Getty Images/Getty Images)

O longa de John Huston mostra Pelé e Stallone como prisioneiros de guerra. Sob os olhares das tropas nazistas, eles articulam um plano de fuga para o intervalo de uma partida de futebol decisiva contra os inimigos. Algo parecido já aconteceu na vida real? Bem, não tão semelhante: em 1942, numa Kiev tomada por tropas nazistas, um time ucraniano chamado FC. Start foi desafiado pela equipe alemã Flakelf. Apesar de muitos dizerem que o jogo valia a morte dos participantes, o Start se saiu vencedor da disputa, virando inspiração para o filme (ainda que, ao consta, ninguém tenha fugido na história real).

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.