Serena ‘promete’ seguir no mundo do tênis após vitória no US Open

Serena Williams ficou emocionada ao vencer a primeira rodada de seu último US Open. Foto: Jean Catuffe/Getty Images
Serena Williams ficou emocionada ao vencer a primeira rodada de seu último US Open. Foto: Jean Catuffe/Getty Images

Serena Williams está deixando o tênis, mas seu caso de amor com o esporte continuará, assegura a 23 vezes vencedora do Grand Slam na segunda-feira, depois de chegar à segunda rodada do US Open, que pode ser seu canto do cisne competitivo.

Tendo sinalizado sua intenção de se aposentar em um artigo da Vogue no início de agosto, dizendo que estava "evoluindo para longe do tênis", Williams não conseguiu dizer definitivamente que Flushing Meadows é realmente onde ela fará sua última reverência.

Leia também:

"Eu tenho sido bastante vaga sobre isso, certo", sorriu Williams após sua vitória por 6-3 e 6-3 sobre Danka Kovinic, do Montenegro. "Vou ser vaga porque nunca se sabe." Quando Williams deixar o palco, ela não estará se afastando do esporte que ela diz ter lhe dado "tudo".

"Eu amo o esporte e sinto que ele me deu muito", disse Williams. "Isso me deu uma plataforma que eu nunca pensei que teria.

Enquanto Williams domina o tênis feminino há mais de duas décadas, ela também tem muitos outros interesses. Ela foi designer de moda e atriz e apoiou empresas em fase inicial. Ela foi uma das primeiras investidoras da MasterClass - uma das 16 unicórnios, empresas cujo valor de mercado ultrapassa US$ 1 bilhão (R$ 5 bilhões), a receber financiamento da Serena Ventures.

Embora certamente haja mais oportunidades de negócios para crescer fora do tênis, o impacto e a conexão mais significativos de Williams com o esporte provavelmente continuarão sendo um líder falando sobre diversidade, racismo e outras questões sociais. Williams não conseguiu definir qual pode ser seu futuro papel no tênis, mas a vencedora de 23 Grand Slams está ciente do impacto que teve fora da quadra, mas nunca se preocupou com isso.

"Acho que demorei um momento para perceber qualquer impacto", disse Williams. "Eu entendo, mas não medito ou penso sobre isso”. "Eu era apenas uma garota tentando jogar tênis em uma época em que poderia desenvolver esse impacto e ser uma voz", completa.