'Seria perguntar se a chuva molha', diz Pazuello ao responder sobre sua condição para assumir Ministério da Saúde

·1 minuto de leitura
BRASÍLIA, DF, 19.05.2021: CPI-COVID-DF - O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, um dos principais alvos da comissão de inquérito do Senado, acompanhado de advogados e policiais legislativos, chega para depor na CPI da Covid, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
BRASÍLIA, DF, 19.05.2021: CPI-COVID-DF - O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, um dos principais alvos da comissão de inquérito do Senado, acompanhado de advogados e policiais legislativos, chega para depor na CPI da Covid, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Questionado pelo relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), sobre suas condições para assumir o cargo de secretário-executivo do Ministério da Saúde, o general Eduardo Pazuello afirmou que todos os oficiais generais do Exército têm formação e experiência para assumir essas funções de liderança.

"Seria perguntar se a chuva molhar, perguntar se um oficial general tem condições de liderar", respondeu.

Pazuello também afirmou que comandou a 12ª Região Militar, sendo responsável pela saúde de 30 mil militares, e também mencionou a sua atuação na Operação Acolhida, que recebeu migrantes venezuelanos.

"Me considero sim senhor plenamente apto para exercer o cargo de ministro da saúde", disse.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos