Série derivada de "Game of Thrones" terá mais diversidade, prometem showrunners

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Integrantes da Casa Velaryon na série
Integrantes da Casa Velaryon na série "A Casa do Dragão", derivado de "Game of Thrones". (Foto: Reprodução/HBO Max)

Uma das principais críticas que "Game of Thrones" recebeu ao longo das sete temporadas foi sobre a falta de diversidade racial no elenco. Com o derivado da trama, "A Casa do Dragão", prestes a estrear na HBO, os showrunners prometem reparar esse problema.

Em entrevista à "Entertainment Weekly", Ryan Condal e Miguel Sapochnik comentaram sobre a decisão de escalar apenas atores e atrizes pretos para interpretar os membros da Casa Velaryon.

"Era muito importante para mim e para o Miguel que criássemos uma série que não fosse mais um monte de gente branca na tela. Nós queríamos encontrar uma maneira de inserir diversidade na trama, mas não de uma forma que parecesse forçada, ou pior, apenas como tokens", afirmou Condal. "Assim que tivemos a ideia, pareceu que tudo se encaixou".

Na nova obra baseada no universo criado por George R. R. Martin, o integrante mais famoso da Casa Velaryon será Corlys (Steve Toussaint), mais conhecido como "A Serpente do Mar". Na publicação, o personagem é descrito como um explorador, o mais rápido a realizar viagens e conhecido por trazer mais riquezas de suas expedições.

"Ninguém quer se meter com ele", contou Touissant à revista. "Os Targaryens têm dragões, mas eles não querem perder o controle do oceano, que é comandado pela Serpente do Mar. Ele sabe que tem esse poder e sabe que precisam dele. Ele é esse cara destemido. Ele é muito rico, agora. Ele gosta que as pessoas vejam sua riqueza. Mas, como ator, tenho de encontrar uma forma de humanizá-lo". "A Casa do Dragão" estreia no dia 21 de agosto na HBO Max.

Falta de diversidade em "Game of Thrones"

Vários artistas criticaram a falta de diversidade no elenco de "Game of Thrones", até mesmo a atriz Nathalie Emmanuel, que interpreta Missandei, apontou ter sido a única mulher negra a fazer parte do elenco regular da série por muitas temporadas.

“Quando uma série como esta começa, existem conversas sobre inclusão. Sabia o que significava, mas com o passar do tempo, não via mais pessoas como eu. Só percebi a indignação com isto quando ela morreu. Foi quando finalmente entendi o que ela representava", declarou em entrevista ao EW.

A diretora de elenco da atração, Nina Gold, chegou a comentar sobre as cobranças em entrevista ao South China Morning Post, mas jogou a responsabilidade para o escritor George R. R. Martin. ”É importante lembrar que a série é baseada nos livros que são extremamente descritivos e específicos em relação à aparência dos personagens”, declarou na época.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos