Sertanejos que apoiaram Bolsonaro vão do silêncio ao lamento após derrota nas eleições

As eleições presidenciais de 2022 contaram com o apoio de artistas, que se dividiram entre declarar voto e fazer campanha para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), vencedor do pleito, e Jair Bolsonaro (PL). Com uma disputa acirrada, a derrota do atual chefe de Estado gerou impactos entre um grupo que foi forte aliado do candidato: os sertanejos.

Jovem lutava contra o câncer: Cormac Roth, músico e filho do ator Tim Roth, morre aos 25 anos

'Cloroquina cura ressaca?': Humoristas viralizam com piadas após resultado da eleição

Mais de 24 horas após o anúncio oficial da vitória de Lula, Bolsonaro ainda não se manifestou sobre o ocorrido — e alguns apoiadores famosos também ficaram em silêncio. É o caso dos cantores Zezé Di Camargo, Gusttavo Lima, Leonardo, Fernando Zor e João Lucas. A falta de pronunciamento é significativa porque, ao lado de outras personalidades, estes artistas visitaram o atual presidente no dia 19 de outubro para demonstrar apoio a ele no segundo turno.

Quem também esteve neste encontro foram os cantores Marrone, Chitãozinho, Montenegro, George Henrique e Sula Miranda. Veja o que cada um fez após a derrota de Bolsonaro:

Montenegro

Forte aliado de Bolsonaro, o cantor Montenegro publicou um vídeo no Instagram logo após o anúncio de que o candidato perdeu as eleições. Nele, um narrador dizia: "meu Deus, agradeço por me dar força e convicção para concluir a tarefa que me confiou". Ao mesmo tempo, as imagens mostravam o grupo de sertanejos ao lado do presidente, além de outros trechos em que o cantor aparece abraçado a ele.

"Obrigado por me guiar sem exitar através de muitos obstáculos em meu caminho, e por me manter determinado quando o mundo parecia perdido", continua a narração do vídeo, que também afirma: "agradeço a sua proteção e os seus sinais ao longo do caminho. Obrigado por finalmente me permitir descansar, eu estou muito cansado". Ao final do vídeo, Montenegro aparece na urna eletrônica com a camisa em apoio a Bolsonaro.

George Henrique e Rodrigo

Em meio às mensagens de luto dos apoiadores do presidente, houve quem aproveitasse para lançar uma música. Os irmãos George Henrique e Rodrigo publicaram nesta segunda-feira um vídeo em que dizem: "é, meu povo. Nós perdemos a eleição, eu sei que vocês estão zoando a gente aí. Mas nós temos um recado para vocês".

Vestidos com a camisa da seleção brasileira, os dois em seguida anunciam que irão lançar mais uma música, e então começam a cantar um trecho que diz: "cuida da sua vida que da minha o bar cuida". Na legenda da publicação, os dois ainda escreveram: "agora é assim, cada um cuida da sua vida. Para quem vai comer uma picanha e tomar uma cervejinha para comemorar, nada melhor que ouvir moda boa".

Já no perfil de Rodrigo, o sertanejo publicou uma imagem que diz: "respeito a todos, parabéns. Lutamos até o fim, mas, se a maioria escolheu o ladrão, que seja solto Barrabás. Deus abençoe a todos". Ainda no domingo, ele compartilhou uma foto com a bandeira do Brasil e o versículo: "Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé. Agora me está reservada a coroa da justiça, que o Senhor, justo Juiz".

Sula Miranda

No domingo, a cantora escreveu no Instagram: "que possamos usar o domínio próprio, a mansidão e principalmente a fé para enfrentarmos o que vier pela frente". Na foto, a imagem mostrava o território brasileiro com uma faixa de luto por cima.

Em silêncio

Entre os apoiadores mais conhecidos do presidente, alguns ficaram em silêncio. É o caso dos sertanejos Gusttavo Lima, Leonardo, Fernando Zor e João Lucas. Até a manhã desta terça-feira, os artistas ainda não haviam se pronunciado sobre a derrota nas eleições e se limitaram a divulgar músicas ou a agenda de shows.

O cantor Chitãozinho também não fez nenhuma declaração direta sobre o assunto e se limitou a compartilhar uma frase nos stories do Instagram que dizia: "O artista vai onde o povo está. Uma excelente semana para vocês".