Serviço Secreto mata homem que invadiu casa do embaixador peruano em Washington

·1 min de leitura

WASHINGTON (Reuters) - Agentes do Serviço Secreto dos Estados Unidos mataram a tiros um homem que invadiu a residência do embaixador peruano em Washington após confronto ocorrido durante uma tentativa de assalto na manhã desta quarta-feira, informaram autoridades.

O embaixador, Oswaldo de Rivero, e sua família estavam na casa no momento, mas nem eles nem seus funcionários ficaram feridos, disse Rodolfo Pereira, assessor de imprensa da embaixada peruana.

Agentes uniformizados do Serviço Secreto responderam a um relato de um roubo em andamento pouco antes das 8h (horário local), disse o chefe da Polícia de Washington, Robert Contee. Eles encontraram um homem, na casa dos 20 a 30 anos, carregando uma barra de metal na parte dos fundos da casa, onde várias janelas haviam sido quebradas.

Os oficiais inicialmente tentaram deter o homem com tasers, mas quando ele se aproximou dos oficiais com a barra de metal, eles abriram fogo com suas armas, disse Contee. Dois oficiais dispararam, afirmou.

A embaixada peruana confirmou que houve danos à propriedade, mas não divulgou nenhum detalhe adicional.

O homem não foi identificado e não ficou claro se ele sabia que a casa pertencia a um diplomata estrangeiro.

Os agentes da Divisão Uniformizado do Serviço Secreto protegem mais de 500 missões diplomáticas estrangeiras na capital dos EUA.

(Reportagem de Doina Chiacu)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos