Serviço de verificação por cores do Twitter começará na próxima semana, diz Musk

BENGALURU, Índia (Reuters) - O Twitter planeja dar início a seu serviço de verificação na próxima sexta-feira com selos de cores diferentes para indivíduos, empresas e governos, depois que um lançamento inicial mal feito levou a um aumento de usuários que se passam por celebridades e marcas na plataforma.

O presidente-executivo, Elon Musk, distribuiu cores para as categorias nesta sexta-feira - ouro para empresas, cinza para governos e azul para indivíduos, incluindo celebridades.

"Doloroso, mas necessário", disse ele, acrescentando que as contas verificadas serão autenticadas manualmente antes que uma verificação seja ativada.

O serviço ao custo de 8 dólares por mês permitirá que os indivíduos tenham um logotipo menor e secundário de suas organizações, se verificado por eles, disse Musk em outro tuíte nesta sexta-feira. "Explicação mais longa na próxima semana."

A plataforma de mídia social adiou na segunda-feira o relançamento do serviço, que deve ajudar o Twitter a aumentar a receita em um momento em que Musk está tentando reter anunciantes depois de comprar a empresa no mês passado por 44 bilhões de dólares.

O serviço de assinatura, que foi denominado por Musk como um "grande nivelador", foi interrompido em 11 de novembro quando as contas falsas cresceram rapidamente, forçando o homem mais rico do mundo a trazer de volta o selo "oficial" para alguns usuários.

Por exemplo, um usuário fingindo ser a farmacêutica Eli Lilly tuítou que a insulina seria gratuita, provocando uma queda nas ações da empresa.

A turbulência levou várias empresas, incluindo General Motors e United Airlines, a pausar ou retirar anúncios na plataforma. O crescimento de usuários no Twitter, no entanto, está nas máximas históricas, de acordo com Musk.

(Por Akanksha Khushi e Aditya Soni)