Servidor da Capes é nomeado diretor de avaliação do ensino superior no Inep

·2 minuto de leitura

BRASÍLIA — Servidor da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) atualmente lotado no Ministério da Educação (MEC), Luís Filipe de Miranda Grochock foi nomeado para assumir a Diretoria dAvaliação da Educação Superior (DAES) do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Texeira (Inep). O órgão passa por reestruturação, após o ministro da Educação, Milton Ribeiro, demitir Alexandre Lopes da presidência do instituto.

Ele entra no lugar de Moaci Carneiro, que pediu exoneração na semana passada. Carneiro foi nomeado pelo ex-ministro Abraham Weintraub em 2019.

Ribeiro, segundo interlocutores, busca retirar dos órgãos ligados à pasta colaboradores que chegaram ao governo com o ex-ministro Abraham Weintraub. Ele nomeou no último dia 26 para a presidência do Inep Danilo Dupas, que era secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres) do MEC. Ele é economista e especialista em Administração de Negócios pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, instituição da qual Ribeiro já foi vice-reitor em São Paulo.

A indicação de Luís Grochock partiu de Dupas, com quem atuava, como assessor, na Seres. Grochock é analista em Ciência e Tecnologia da Capes, onde exerceu cargos de coordenação de programas de bolsas, segundo o currículo na plataforma Lattes. Foi coordenador do Programa Ciência sem Fronteiras, uma da bandeiras do governo de Dilma Roussef.

Ele é formado em Relações Internacionais e Direito pelo Centro Universitário de Brasília (UniCEUB), tem mestrado em Educação em Ciências pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e doutorado em Política Educacional na Universidade de Stanford (EUA), ainda conforme o currículo.

O nome de Grochock, que deve assumir após aval da Casa Civil, já circulava no Inep, onde foi bem recebido, pela formação e experiência na área educacional.

O mesmo não ocorreu com um recém-nomeado no Inep: o coronel da Aeronáutica Alexandre Gomes da Silva, que ocupa a diretoria que cuida do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Servidores do instituto receberam a nomeação com desconfiança devido à falta de experiência do militar na área educacional.

Silva era assessor parlamentar, lotado no gabinete do ministro Milton Ribeiro, antes de ser conduzido ao cargo de diretor de Avaliação da Educação Básica do Inep. Foi o quinto nomeado para o posto em pouco mais de dois anos de governo Bolsonaro. O tempo médio de cada um na cadeira não chega a seis meses.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos