Servidores da PRF parabenizam Lula por vitória: "Sucesso na gestão"

Servidores da PRF parabenizaram Lula por meio de nota - Foto: Getty Images
Servidores da PRF parabenizaram Lula por meio de nota - Foto: Getty Images
  • Servidores da PRF divulgaram nota parabenizando Lula pela vitória no segundo turno

  • Petista levou a melhor sobre Jair Bolsonaro em uma disputa bastante acirrada

  • No domingo, PRF foi acusada de tentar barrar eleitores de diversas cidades, especialmente no nordeste

Vinte e quatro horas depois de serem protagonistas no segundo turno da eleição presidencial, servidores da Polícia Rodoviária Federal (PRF) parabenizaram Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pela vitória sobre Jair Bolsonaro (PL).

Por meio de nota oficial, a Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF) reconheceu o triunfo do petista e lhe desejou "sucesso na nova gestão".

"A Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF) saúda o povo brasileiro, que exerceu a cidadania nas eleições ocorridas neste domingo (30). Parabeniza ainda o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva, desejando sucesso em sua nova gestão", apontou.

Acusações contra a PRF

No domingo (30), a PRF foi acusada de tentar barrar, por meio de blitz, eleitores de diversas cidades, especialmente no Nordeste, e impedir que eles chegassem às suas seções eleitorais para votar.

Horas mais tarde, porém, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, minimizou o ocorrido, dizendo que não houve prejuízo real ocasionado pelas ações e que eleitores não foram impedidos de votar, apenas se atrasaram.

"Os ônibus prosseguiram até o final e eleitores votaram. Foi determinado que todas as operações cessassem para que eleitores não tenham atraso", disse. "É importante salientar que não houve retorno à origem dos eleitores, eles prosseguiram até a seção eleitoral e votaram.”

Sem qualquer referência aos episódios, a FenaPRF limitou-se a desejar que o "processo de transição ocorra naturalmente, como deve ser, e que sejam priorizados o diálogo, a transparência, a isenção, a tolerância e a paz fundamentais para a nossa democracia".