Servidores discutem com presidente da Câmara do Rio projeto sobre autarquização de empresas do município

Camilla Pontes
·1 minuto de leitura

O presidente da Câmara do Rio, Jorge Felippe (DEM) se reuniu com alguns servidores de empresas públicas do município como a IplanRio, Rioluz e Imprensa da Cidade e discutiram uma velha demanda da categoria: a autarquização das empresas e a transformação do regime dos servidores de celetistas para estatutários.

Na ocasião, Felippe disse que se o projeto chegasse no legislativo, ele daria celeridade na tramitação. Ao EXTRA, o presidente disse que os prazos dependem das comissões permanentes, que, “costumeiramente, são sensíveis aos pleitos dos funcionários, e costumam dar parecer conjunto, dando tramitação prioritária”, explicou.

Questionado se uma matéria que muda o regime jurídico dos servidores pode ser votada em período eleitoral, Felippe disse que tem dúvidas e que cabe à Comissão de Constituição e Justiça da Casa se manifestar sobre a constitucionalidade.

Leia mais:

Caso o projeto chegue mesmo à Câmara, outro debate é em relação ao peso da transformação do regime celetista em estatutário no fundo de previdência do município, o Funprevi. Historicamento, o Instituto de Previdência e Assistência (Previ-Rio) se manifestou por diversas vezes contrário à modificação.