Servidores federais prometem começar 2022 com pressão em Bolsonaro por reajuste

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Jair Bolsonaro
    38.º presidente do Brasil
**ARQUIVO** ANÁPOLIS, GO, 31.07.2019 - O presidente Jair Bolsonaro participa de cerimônia de assinatura do contrato de concessão da ferrovia Norte-Sul, em Anápolis (GO). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
**ARQUIVO** ANÁPOLIS, GO, 31.07.2019 - O presidente Jair Bolsonaro participa de cerimônia de assinatura do contrato de concessão da ferrovia Norte-Sul, em Anápolis (GO). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Carreiras federais prometem iniciar 2022 fazendo pressão sobre o presidente Jair Bolsonaro (PL) por reposição salarial. O aumento reservado a policiais federais, mas ainda não formalizado, causou descontentamento em outros setores.

O presidente da Fonacate, associação que representa funcionários de diversas áreas do setor público, Rudinei Marques, diz que a briga por reajuste vai até o prazo final que o governo federal tem para conceder benefícios desse tipo, até seis meses antes da eleição.

O Fonacate (Fórum Nacional Permanente das Carreiras Típicas de Estado) reúne as associações de servidores de diversas carreiras federais, entre elas os próprios policiais, que somam cerca de 200 mil funcionários públicos.

"O governo federal pode conceder reajuste até 6 meses antes da eleição, ou seja, temos até o final de março para assegurar alguma coisa", disse Marques. Antes da aprovação, ele afirmou estranhar o aumento somente para as carreiras de segurança e afirmou que o reajuste iria "agradar 30 mil servidores para desagradar 1 milhão".

Embora o Congresso Nacional tenha aprovado uma reserva de R$ 1,7 bilhão para o governo conceder reajuste a servidores, caberá ao presidente Jair Bolsonaro escolher os agraciados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos