Sete regiões voltam à fase laranja do Plano São Paulo; Marília volta à fase vermelha

Anita Efraim
·1 minuto de leitura
Sao Paulo Governor Joao Doria is seen during a press conference at Butantan's headquarters in Sao Paulo, Brazil, on January 7, 2021. - The Butantan Institute announced today that the effectiveness of the CoronaVac vaccine, developed in partnership with the Chinese laboratory Sinovac, is 78% against COVID-19, and that it has already initiated the request for emergency use of the immunizer by ANVISA (National Health Surveillance Agency). (Photo by NELSON ALMEIDA / AFP) (Photo by NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images)
Anúncio foi feito pelo governador de São Paulo, João Doria (Foto: NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images)

Sete cidades do estado de São Paulo voltarão à fase laranja do Plano São Paulo: Araçatuba, Bauru, Franca, São José do Rio Preto, Piracicaba, Ribeirão Preto e Taubaté. Além disso, Marília volta para a fase vermelha. A reclassificação passa a valer na próxima segunda-feira, 18.

O anúncio foi feito nesta sexta-feira, 15, por João Doria (PSDB), durante a coletiva do governo do estado de São Paulo. “São medidas para evitar a superlotação de hospitais e das Unidades de Terapia Intensiva”, declarou o governador.

“São Paulo não protela medidas, São Paulo age e é por isso que estamos fazendo a reclassificação do plano São Paulo”, afirmou. O estado tem 67,5% dos leitos de UTI ocupados, segundo o secretário de Saúde do estado, Jean Gorinchteyn.

Leia também

A classificação da Grande São Paulo não sofreu alterações e continua na fase amarela. A região tem 69% dos leitos de UTI ocupados. O limite para a volta à fase amarela é 70% da ocupação. A secretária de Desenvolvido Econômica, Patrícia Ellen, negou que o governo esteja cedendo à pressões econômicas e afirmou que, caso o índice chegue no limite, a Grande São Paulo mudará de fase.

Gorinchteyn voltou a apelar para que os paulistas fiquem em casa e evitem aglomerações. O estado acumula 1,6 milhão de contaminados e 49.600 mortes pela covid-19.