Setenta migrantes irregulares entram no enclave espanhol de Melilla vindos do Marrocos

·1 minuto de leitura
Um pequeno grupo de jovens marroquinos pula uma cerca no porto da cidade espanhola de Melilla, ao norte da África

Setenta marroquinos conseguiram entrar, nesta sexta-feira (21), no enclave norte-africano espanhol de Melilla, pulando a cerca dupla que protege a fronteira com o Marrocos, anunciaram as autoridades espanholas.

Essas chegadas ocorrem dias depois de, na segunda e terça-feiras, mais de 8.000 migrantes, a imensa maioria marroquinos, terem chegado a nado ao outro enclave espanhol do norte da África, Ceuta.

O volume de chegadas a Ceuta foi sem precedentes e deveu-se à ineficácia das autoridades marroquinas. Mais de 6.000 migrantes foram devolvidos ao Marrocos.

Na madrugada desta sexta-feira, "30 pessoas acessaram a nossa cidade, todos eles homens maiores de idade e de origem marroquina", que conseguiram pular a cerca, informou a delegação do governo espanhol em Melilla.

À tarde, outras 40 pessoas, "todas elas do Magrebe", conseguiram entrar após forçarem uma cerca pelo rio de Ouro, entre Melilla e Marrocos, informou a mesma fonte.

Na terça-feira passada, outros 86 migrantes conseguiram pular a cerca dupla deste enclave. Durante a semana, houve outras tentativas similares.

Diante desta situação, as autoridades locais implementaram "uma vigilância mais reforçada", que incluirá "um envio das Forças Armadas para apoiar com caráter imediato" a polícia na fronteira, enquanto aguardam mais agentes da península, informou a delegação do governo.

A crise de Ceuta desencadeou uma crise diplomática entre Madri e Rabat, originada na decisão espanhola de prestar atendimento médico ao líder independentista do Saara Ocidental, um território que Marrocos considera como seu.

As fronteiras de Ceuta e Melilla com o Marrocos são as únicas passagens terrestres entre a União Europeia (UE) e a África, e um alvo frequente de entradas de migrantes irregulares.

tpe-avl/du/tjc/aa/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos