Setor de transporte registra geração de vagas no país, mas Rio vai na contramão e tem saldo negativo

·2 minuto de leitura

Embora o setor de transporte tenha apresentado saldo positivo de contratações na maioria dos estados do país, o Rio de Janeiro foi o que apresentou a maior perda de postos de trabalho (-3.612), seguido de Pernambuco (-925) e Paraíba (-209). Já o melhor desempenho em termos de geração líquida de empregos formais na área no período foi alcançado pelos estados de São Paulo (+26.134), Minas Gerais (+6.519) e Santa Catarina (+4.848). Os dados são do balanço de admissões e desligamentos de empregos formais do transporte nos sete primeiros meses de 2021, reunidos pela Confederação Nacional do Transporte (CNT).

No acumulado de janeiro a julho de 2021, foi ocupado um total de 50.033 vagas de emprego no setor. Ao considerar os diferentes modais de transporte no acumulado de janeiro a julho de 2021, é possível identificar que o maior saldo na criação de empregos formais (+72.850) ocorreu no segmento de transporte rodoviário de cargas (TRC).

No total, o acervo soma, atualmente, pouco mais de 24 mil processo

Na contramão está o transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano que aapresenta tendência negativa desde o início da pandemia. Nos primeiros sete meses deste ano, foram fechadas 20.626 vagas de trabalho somente nesse segmento. A mesma situação ocorreu no grupo rodoviário de passageiros de longo curso (-7.566).

Trabalho:

O presidente da CNT, Vander Costa, avalia que o setor foi bastante afetado desde o início da pandemia e que o avanço da vacinação no país no segundo semestre pode aquecer o volume de contratações:

— Esperamos uma maior recuperação do emprego na segunda metade de 2021, desde que o acesso à vacina contra a Covid-19 avance e não haja um agravamento da situação geral da pandemia com a variante delta. O Brasil precisa promover um ambiente de negócios propício à geração de empregos em massa e o setor de transporte tem um papel relevante nesse cenário — avalia Costa.

Em julho, o setor apresentou saldo positivo de 11.021 postos de trabalho, diferença entre o total de admissões (64.824) e demissões (53.803) do mês.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos