Seu gasto com ar-condicionado vai diminuir; saiba por que

O Ministério de Minas e Energia estabeleceu neste mês regras para aumentar a eficiência de aparelhos de ar-condicionado split e de janela, com objetivo de reduzir o consumo de energia. Segundo o órgão, 17% das residências brasileiras usam o aparelho atualmente.

As mudanças vão valer para fabricação, importação e comercialização, e variam de acordo com a potência do equipamento. Os novos índices serão exigidos a partir de dezembro deste ano e avançam gradualmente até 2027. A expectativa do Ministério de Minas e Energia é de que ao fim do período de adaptação, em 2028, a eficiência dos ar-condicionados disponíveis no mercado aumente cerca de 40%.

A nova métrica passa a considerar a carga total e a parcial, que é predominante ao longo do ano. Dessa forma, torna-se possível a comparação real de desempenho de aparelhos com diferentes tecnologias, já que até então praticamente todos tinham classificação A e “mascaravam” as diferenças em relação ao consumo de energia.

A metodologia que vai entrar em vigor passa a requerer mais testes do produto para que seja possível avaliar o desempenho sazonal. Além disso, passa a utilizar no cálculo uma quantidade de horas de uso mais condizente com a realidade dos consumidores. No critério anterior considerava-se que o ar-condicionado funcionava apenas 30 horas por mês, agora passam a ser levadas em conta 2.080 horas de uso por ano.

Um estudo da Universidade Federal do ABC aponta que os novos parâmetros vão representar uma economia nas contas de luz de R$ 12 bilhões até 2040. A quantidade, ainda segundo a pesquisa, é o suficiente para abastecer quase dois milhões de residências por ano.

*O EXTRA e o Shoptime mantêm uma parceria comercial, que não interfere no conteúdo de nossas reportagens. Os preços mencionados podem sofrer variação, e a disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos