Sexta-feira 13: como a data se transformou em sinônimo de azar e terror?

Seja pelo cristianismo ou pela mitologia, o que não faltam são explicações para tentar compreender o “mito” da sexta-feira 13. Associada ao azar, a data desperta medo (que tem até nome: parascavedecatriafobia) e superstições das mais diversas: desde as mais conhecidas, como não passar embaixo de escadas e não trocar olhares com gatos pretos, até outras, como a realização de simpatias e rituais.

Filho critica série sobre Pablo Escobar: 'muitos jovens querem ser como meu pai'

Xuxa pode recorrer decisão que determina indenizar em R$ 65 milhões empresário por cópia de personagens; entenda o caso

Ao GLOBO, a bruxa, astróloga e médium Eric Satine comentou a respeito da relação da sexta-feira 13 com o cristianismo e da leitura que se fez da Bíblia, o que acabou associando a data em questão a um "dia ruim".

— A 'fama' do número 13 e, consequentemente, da sexta-feira 13, tem origem na Bíblia. Como sabemos, Judas, o discípulo que traiu Jesus, foi o 13º participante da Última Ceia. Também na Bíblia, muitas coisas infelizes aconteceram nas sextas-feiras, incluindo a crucificação de Cristo. Desde então, a data foi associada a um 'dia ruim', segundo inúmeros historiadores. Como o Ocidente é de maioria cristã, é natural que a 'maldição' dessa data fosse incutida em nossa cultura. Em outras culturas orientais, por exemplo, o 13 representa a sorte. — diz Eric.

Alguns outros paralelos com a Bíblia também são feitos há tempos. Acredita-se que foi em sextas-feiras 13 que Eva tentou Adão com o fruto proibido; o Templo de Salomão foi destruído; uma confusão obrigou que todos abandonassem a construção da Torre de Babel. No livro de Apocalipse, o fim do mundo começa no capítulo 13.

A mitologia também é usada para explicar a mítica. Segundo uma história de origem nórdica, o deus Odin realizou um banquete em que convidou outros doze deuses, totalizando 13. Loki, o deus da discórdia e do fogo, não foi convidado e, em resposta, resolveu começar uma confusão, que acabou resultando na morte de um dos 13 deuses.

O que fazer para afastar o azar?

A bruxa faz questão de pontuar, no entanto, que a data não é, necessariamente, má ou perigosa, como é comumente conhecida e difundida através dos filmes e de toda a cultura pop, no geral.

— Toda a cultura pop transformou essa data em algo perigoso, a se temer e que devemos ter cuidado. No entanto, não há nada nela que indique que é preciso ter cuidado. Não há nada na astrologia, na numerologia e tampouco na bruxaria. A sexta-feira 13 é um dia com uma energia incutida por nós, que acreditamos ser um dia de azar. Caso você acredite nisso, ele se torna ideal para a realização de um ritual, uma simpatia para a proteção. — afirma Eric.

Preta Gil recebe carinho da família, após diagnóstico de câncer: 'Você é forte, poderosa e guerreira'

Nando Reis, 60 anos: ‘Vou aproveitar para fazer uma festa’

Em publicação antiga feita no Instagram, em razão de outra sexta-feira 13, Eric já havia falado a respeito disso. "Assim como tudo na bruxaria, não existem energias boas e ruins, o que existe são direcionamentos e usos que você faz delas", disse.

"A sexta-feira 13 é um dia forte por conta de sua 'egrégora'. Nesse dia, convém manter a calma, evitar conflitos, situações de risco e qualquer situação em que o azar possa estar mais forte", acrescentou.

Egrégora, termo usado pela bruxa, é um conceito que representa a força espiritual criada a partir da soma de energias coletivas, criadas por duas ou mais pessoas. Segundo ela, a sexta-feira 13 acaba sendo um dia com uma "carga energética negativa" por conta da egrégora criada.

Para os amantes da superstição e do misticismo que acreditam no azar associado à essa data, a bruxa compartilhou com O GLOBO dois rituais de proteção que, segundo ela, são simples.

— O primeiro é com sal, um elemento de purificação que te ajudará a ter uma limpeza purificante neste dia. Você deve pegar um punhado de sal grosso e esfregar nas mãos, mentalizando toda a energia negativa saindo de você. Depois, lava a mão em água corrente. O sal irá eliminar as energias ruins e realizar uma limpeza energética. — disse, antes de completar com o segundo, que, segundo ela, garante uma proteção neste e nos próximos dias.

— O outro é com um ovo. Você deve pegar um ovo normal de cozinha e passar em todo o corpo, da cabeça aos pés. Faça isso, de preferência, antes de sair de casa, nesta sexta-feira 13. Depois de passar o ovo por todo o corpo, leve-o com você e jogue-o na rua, de costas. Essa é uma simpatia para você ter proteção neste dia e também nos próximos. — concluiu a bruxa.