Sexualidade de Whitney Houston, romances e vícios: o que é real na cinebiografia?

"I Wanna Dance With Somebody" leva história da cantora para os cinemas

Naomi Ackie interpreta Whitney Houston na cinebiografia da cantora.(Foto: Divulgação/Sony Pictures)
Naomi Ackie interpreta Whitney Houston na cinebiografia da cantora.(Foto: Divulgação/Sony Pictures)

"I Wanna Dance With Somebody", cinebiografia da cantora Whitney Houston, chegou aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (12) e mostra com autenticidade a história real de uma das maiores vocalistas que o mundo já viu. Ainda assim, a história conta com licença criativa e a diretora do projeto, Kasi Lemmons, revelou ao “USA Today” o que é verdade e o que é exagero no filme. Confira:

Romance de Whitney Houston com Jermaine Jackson?

Naomi Ackie interpreta Whitney Houston na cinebiografia da cantora.(Foto: Divulgação/Sony Pictures)
Naomi Ackie interpreta Whitney Houston na cinebiografia da cantora.(Foto: Divulgação/Sony Pictures)

Após as artistas gravarem o dueto “If You Say My Eyes Are Beautiful” para o álbum de Jackson de 1986, “Precious Moments”, surgiram rumores de um romance entre as duas.

Lemmons declarou que "houve fortes emoções" entre as Whitney e Jermaine, o que se tornou em um caso, já que Jackson era casada na época. A irmã de Jackson, LaToya, também já chegou a reconhecer o relacionamento entre elas em uma entrevista de 2012 para o "The Talk".

Houston precisou esconder a sexualidade?

Naomi Ackie como Whitney Houston e Nafessa Williams como Robyn Crawford na cinebiografia da cantora.(Foto: Divulgação/Sony Pictures)
Naomi Ackie como Whitney Houston e Nafessa Williams como Robyn Crawford na cinebiografia da cantora.(Foto: Divulgação/Sony Pictures)

O filme aborda a sexualidade de Houston logo no início da trama, quando ela e Robyn Crawford se tornaram parceiras românticas discretas. No entanto, o pai da cantora, John, não queria que nada prejudicasse sua imagem.

“Conversamos com todos ao redor de Whitney, e [seu pai] John estava muito focado na marca”, disse Lemmons. “Ouvimos de muitas fontes que ele ficou extremamente infeliz quando as notícias começaram a se espalhar [sobre a sexualidade de Whitney] e que ele havia ameaçado Robyn.”

Clive Davis fez uma intervenção para ajudar na sobriedade de Whitney

Stalney Tucci como Clive Davis e Naomi Ackie como Whitney Houston na cinebiografia da cantora. (Foto: Divulgação/Sony Pictures)
Stalney Tucci como Clive Davis e Naomi Ackie como Whitney Houston na cinebiografia da cantora. (Foto: Divulgação/Sony Pictures)

O mentor de Houston realmente fez diversas tentativas para ajudá-la na sobriedade. Lemmons conta que Clive Davis levou Houston para sua casa e ajudou a enfrentar a dependência química. “Ele poderia nos dizer: 'Estávamos sentados ali'”, lembra a cineasta.

A cantora perdeu o funeral de seu pai porque estar sob efeito de drogas?

Naomi Ackie interpreta Whitney Houston na cinebiografia da cantora.(Foto: Divulgação/Sony Pictures)
Naomi Ackie interpreta Whitney Houston na cinebiografia da cantora.(Foto: Divulgação/Sony Pictures)

As cenas do funeral de John Houston são intercaladas com fotos de Whitney em casa, sob o efeito de drogas. Lemmons conta que a artista realmente não compareceu ao funeral do pai, mas o motivo não ficou tão claro para a equipe.

Kasi diz que Houston provavelmente ainda estava chateada com o pai, que havia processado a própria filha por quebra de contrato alguns meses antes. Ela chegou a perdoá-lo em seu leito de morte, mas a morte de John ocorreu no período em que Whitney lutava contra o abuso de substâncias.

Whitney conversou com um barman do hotel horas antes de sua morte?

Naomi Ackie interpreta Whitney Houston na cinebiografia da cantora.(Foto: Divulgação/Sony Pictures)
Naomi Ackie interpreta Whitney Houston na cinebiografia da cantora.(Foto: Divulgação/Sony Pictures)

O filme conta com monólogo comovente de um barman lembrando Whitney de toda sua grandeza poucas horas antes da morte da cantora, mas a diretora conta que a cena “foi apenas um texto adorável” e não aconteceu na vida real. “Queríamos que ela se conectasse com um fã que tivesse sentimentos muito fortes por ela. Tenho certeza de que ela teve muitos desses tipos de encontros", explicou.