Shakhtar notifica Inter e Vitão e pede retorno de zagueiro

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Shakhtar considera que suspensão de contrato do zagueiro foi ilegal e ameaça juridicamente o clube gaúcho.
Shakhtar considera que suspensão de contrato do zagueiro foi ilegal e ameaça juridicamente o clube gaúcho. Foto: (Silvio Avila/Getty Images)

Contratado por empréstimo pelo Inter após a determinação da FIFA que permite que jogadores suspendam seus contratos de trabalho com clubes da Ucrânia e da Rússia, devido à guerra que vem acontecendo na região do Leste Europeu, o zagueiro Vitão e o próprio clube gaúcho foram notificados pelo Shakhtar Donetsk, que alega que a suspensão de contrato do jovem brasileiro foi ilegal.

Nesta quinta-feira, chegou para o Inter e Vitão o pedido de retorno imediato para a Ucrânia, sob a ameaça de medidas jurídicas contra ambos, o que pode fazer com que o caso seja levado, e resolvido, no TAS (Tribunal Arbitral do Esporte), na Suíça.

Leia também:

A principal alegação do clube ucraniano é de que a suspensão de contrato de Vitão foi ilegal e unilateral, uma vez que o zagueiro não buscou o Shakhtar para realizar um acordo até o dia 30 de junho deste ano, data estipulada, inicialmente, pela FIFA como limite dos empréstimos de jogadores com os seus contratos suspensos. Acontece, porém, que uma nova normativa da entidade máxima do futebol mundial, publicada em 21 de junho deste ano, permite que as suspensões de contratos sejam estendidas até junho do próximo ano, o que Inter e Vitão se abraçam.

Este caso não é único, o Shakhtar Donetsk pediu ao Cruzeiro que liberasse Marquinhos Cipriano, também jogador do clube que suspendeu seu contrato e veio atuar por uma equipe brasileira, para retornar à Ucrânia. Além disso, o clube entrou com uma ação no TAS onde pediu indenização da FIFA no valor de 50 milhões de euros, aproximadamente R$ 265 milhões na cotação atual, por causa de prejuízos causados pela decisão da entidade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos