Bilionário do Shark Tank investe 80% do patrimônio em criptomoedas

·1 min de leitura
Mark Cuban, investidor do Shark Tank. Foto: Getty Images.
Mark Cuban, investidor do Shark Tank. Foto: Getty Images.
  • Em entrevista para podcast, participante do Shark Tank afirmou que 80% de seus investimentos são feitos em criptomoedas;

  • Para o bilionário, o período atual das criptomoedas é similar ao do começo da internet;

  • Mark Cuban esclareceu conceitos básicos do setor.

Em entrevista para um podcast com Jon Stewart, comediante e ex-apresentador do programa de 'TV Daily Show', o bilionário Mark Cuban, proprietário do Dallas Mavericks e participante da versão norte-americana do Shark Tank, afirmou que oitenta por cento dos seus investimentos estão em torno das criptomoedas.

Cuban disse não ter se concentrado na especulação de preços em torno de criptomoedas como o bitcoin e o dogecoin, comparando-a ao "jogo" das ações.

Leia também:

No programa, o dono da Dallas Mavericks esclareceu alguns dos conceitos básicos do setor, definindo-o como descentralizado e sem necessidade de confiança. Desse modo, os investidores têm um “voto tipicamente igual” na determinação de objetivo de cada projeto. Foram fatores que atraíram o interesse de Cuban.

Na entrevista, por exemplo, o bilionário explicou como uma organização autônoma descentralizada (DAO) poderia funcionar para fornecer colonoscopias e outros procedimentos médicos indispensáveis.

O proprietário do Dallas Mavericks também esclareceu como novos empreendimentos feitos em cima da economia cripto atravancariam instituições tradicionais, como bancos e empresas de seguros.

Para Cuban, o período atual é o ano de “1995 para as criptomoedas”, referindo-se ao começo da internet. O bilionário diz que, apesar da difícil compreensão do setor, daqui a dez anos, empresas criarão suas próprias economias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos