Sheryl Sandberg deixa a controladora do Facebook após 14 anos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

PALO ALTO, Estados Unidos (Reuters) - A diretora de operações da Meta, Sheryl Sandberg, cuja estreita parceria com o presidente-executivo Mark Zuckerberg impulsionou o crescimento da maior rede social do mundo, está deixando a empresa após 14 anos, disse ela em uma publicação no Facebook nesta quarta-feira.

O anúncio fez as ações da empresa de mídia social caírem 4%. Sandberg é uma das executivas de maior visibilidade da Meta e há muito tempo é defensora ferrenha do modelo de negócios muito criticado da empresa e de seu fundador, Zuckerberg. "Quando aceitei esse emprego em 2008, esperava ficar nessa função por cinco anos. Quatorze anos depois, é hora de escrever o próximo capítulo da minha vida", escreveu ela.

O diretor de crescimento, Javier Olivan, assumirá o cargo de diretor de operações, disse Zuckerberg em um mensagem separada, embora tenha acrescentado que não planeja substituir o papel de Sandberg diretamente dentro da estrutura atual da empresa.

"Acho que a Meta chegou ao ponto em que faz sentido que nossos grupos de produtos e negócios sejam mais integrados, em vez de ter todas as funções de negócios e operações organizadas separadamente de nossos produtos", disse ele.

Olivan trabalha na Meta há mais de 14 anos e liderou equipes que lidam com Facebook, Instagram, WhatsApp e Messenger. Sandberg disse que não tem certeza do que o futuro reserva para ela, mas que planeja se concentrar em sua fundação e em trabalho filantrópico. Ela continuará atuando no conselho da Meta depois de deixar a empresa, disse ela. Antes de ingressar no Facebook, Sandberg foi vice-presidente de vendas e operações online globais do Google, chefe de gabinete do departamento do Tesouro dos Estados Unidos sob o ex-presidente Bill Clinton, consultora de gestão da McKinsey e economista do Banco Mundial. Formada pela Universidade de Harvard, Sandberg é autora de vários livros, incluindo o manifesto feminista de 2013 "Lean In: Women, Work, and the Will to Lead".

(Por Katie Paul em Palo Alto e Akash Sriram em Bengaluru)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos