Shopee eleva receita trimestral em 270% no Brasil

SÃO PAULO (Reuters) - A Shopee diminuiu no segundo trimestre seu prejuízo por entrega no Brasil em mais de 35% ante um ano antes, enquanto a receita teve salto superior a 270%, diante de fortes resultados de tráfego de seu aplicativo, disse a Sea, empresa de Cingapura dona do site de comércio eletrônico, nesta terça-feira.

O prejuízo por entrega medido pelo Ebitda ajustado, excluindo despesas comuns administrativas, foi de 1,42 dólar no Brasil entre abril e junho, melhora de "mais de 35% ano a ano". No primeiro trimestre, a Sea tinha divulgado prejuízo por entrega de 1,52 dólar no país.

"No Brasil, a Shopee continuou vendo forte performance com a receita crescendo mais de 270% ano a ano no segundo trimestre de 2022", disse a Sea no balanço sem citar valores.

A empresa de Cingapura ainda destacou que a Shopee se tornou a líder de usuários ativos mensais médios no trimestre dentro do segmento shopping do país, enquanto seu aplicativo manteve o primeiro lugar no tempo total gasto pelos usuários. A companhia citou dados da empresa de análise data.ai.

A Shopee vem crescendo no comércio eletrônico do Brasil, sendo atualmente um dos principais nomes internacionais do setor, junto com empresas como AliExpress e Shein.

As ações da Sea listadas nos Estados Unidos caíram 13,9% nesta terça-feira, uma vez que a empresa - que além de comércio eletrônico também atua nos segmentos de serviços financeiros digitais e entretenimento - viu seu prejuízo líquido global aumentar em 115% frente a igual etapa de 2021.

A Sea ainda suspendeu projeção de receita total para 2022 diante de incertezas macroeconômicas.

(Por Andre Romani)