#ShowdosAtrasados: Nas redes, internautas se queixam da falta dos tradicionais memes de quem chegou tarde ao Enem

·1 min de leitura

Usuários do Twitter lamentaram a ausência de imagens e vídeos de candidatos chegando atrasados para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste domingo. O compartilhamento desses casos se tornou uma espécie de tradição nas redes sociais, mas já vinha perdendo força desde 2019.

A expectativa fez com que a hashtag #ShowDosAtrasados entrasse para os assuntos mais comentados da rede social na tarde deste domingo. O que se vê, no entanto, são lamentações. "Nenhuma foto dos atrasados? Estudantes, vocês já foram melhores", escreveu uma usuária da rede social.

Outra disse que o evento, classificado por uma conta no Twitter como o "maior do entretenimento brasileiro", "flopou" este ano. Um dos motivos apontados na hashtag foi o próprio número baixo de estudantes realizando o Exame. Neste ano,3,1 milhões estudantes se inscreveram, menor adesão desde 2005. "Como ter memes se nem estudantes há", escreveu uma internauta.

Na ausência de novas histórias, o jeito foi relembrar os memes mais icônicos, como o da estudante que afirmou que no ano seguinte ao da prova queria estar vendendo sua arte na praia. Também não faltaram imagens dos atrasados que tentaram abrir os portões à força ou mesmo os que, de tão decepcionados, acabaram desmaiados no chão.

Uma das poucas histórias deste ano de alunos atrasados que circula no Twitter foi, na verdade, lamentada pelos internautas. A estudante Débora relatou à GloboNews que não chegou a tempo pois precisou amamentar seu bebê de cinco meses. "Não era esse atrasados que eu queria... estou extremamente triste por ela", escreveu uma internauta sobre o caso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos