Tudo sobre varíola dos macacos, a nova infecção que preocupa a OMS

Saiba tudo sobre varíola dos macacos, a nova infecção que preocupa a OMS (Getty)
Saiba tudo sobre varíola dos macacos, a nova infecção que preocupa a OMS (Getty)

Este artigo sobre varíola dos macacos vai tirar suas dúvidas sobre as seguintes questões:

  • Quais os principais sintomas da varíola dos macacos?

  • Já existe vacina para a varíola dos macacos?

  • Varíola dos macacos tem cura?

  • Como é a transmissão da varíola dos macacos?

  • A varíola dos macacos pode se tornar uma pandemia mundial?

  • Como é o tratamento da varíola dos macacos?

  • Varíola dos macacos pode matar?

Quais são os principais sintomas da varíola dos macacos?

De acordo com nota do Ministério da Saúde (leia a nota completa clicando aqui) os sintomas se dividem em três quadros.

Veja quais são os sintomas da varíola dos macacos (Getty)
Veja quais são os sintomas da varíola dos macacos (Getty)

Quais são os quadros dos sintomas da varíola dos macacos?

  • Suspeitos

  • Prováveis

  • Confirmados

Quais os sintomas do quadro suspeito?

Passa a ser considerado um caso suspeito qualquer pessoa, de qualquer idade, que apresente pústulas (bolhas) na pele de forma aguda e inexplicável e esteja em um país onde a varíola dos macacos não é endêmica. Se este quadro for acompanhado por dor de cabeça, início de febre acima de 38,5°C, linfonodos inchados, dores musculares e no corpo, dor nas costas e fraqueza profunda, é necessário fazer exame para confirmar ou descartar a doença.

O que é o quadro provável?

Casos considerados “prováveis” incluem sintomas semelhantes aos dos casos suspeitos, como contato físico pele a pele ou com lesões na pele, contato sexual ou com materiais contaminados 21 dias antes do início dos sintomas. Soma-se a isso, histórico de viagens para um país endêmico ou ter tido contato próximo com possíveis infectados no mesmo período e/ou ter resultado positivo para um teste sorológico de orthopoxvirus na ausência de vacinação contra varíola ou outra exposição conhecida ao vírus.

O que é o caso confirmado?

Casos confirmados ocorrem quando há confirmação laboratorial para o vírus da varíola dos macacos por meio do exame PCR (Reação em Cadeia da Polimerase) em tempo real e/ou sequenciamento.

O que acontece se eu tiver varíola dos macacos?

A partir do início dos sintomas, a doença pode ser dividida em duas fases:

Fase de invasão

Dura até 5 dias. Neste momento, o paciente pode apresentar:

  • febre

  • dor de cabeça forte

  • inchaço nos linfonodos (conhecido popularmente como "íngua")

  • dor nas costas; dores musculares

Fase das feridas na pele

A segunda etapa é marcada por feridas na pele. Geralmente, essas marcas surgem depois de 1 a 3 dias do início da febre.

Onde as feridas costumam aparecer?

  • rosto

  • mãos

  • pés

  • mucosa da boca

  • genitálias

  • olhos

Já existe vacina para a varíola dos macacos?

Sim. Porém esta vacina ainda não está disponível no Brasil.

Quando a vacina contra varíola dos macacos vai estar disponível no Brasil?

As primeiras doses da vacina contra a varíola dos macacos destinadas ao Brasil deverão chegar em setembro, informaram em 29 de julho o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Daniel Pereira, e o secretário de Vigilância em Saúde da pasta, Arnaldo Medeiros. Cerca de 20 mil doses desembarcarão no país em setembro; e 30 mil, em outubro.

Brasil deve receber vacina contra varíola dos macacos em setembro (Getty)
Brasil deve receber vacina contra varíola dos macacos em setembro (Getty)

Quem vai ser vacinado contra varíola dos macacos no Brasil em um primeiro momento?

Apenas profissionais de saúde que manipulam as amostras recolhidas de pacientes e pessoas que tiveram contato direto com doentes serão vacinados.

Quem vai poder tomar a vacina no primeiro momento:

  • Profissionais da saúde que mexam com amostras recolhidas de infectados

  • Pessoas que tiveram contato com pessoas comprovadamente infectados

Como será o esquema de vacinação da varíola dos macacos no Brasil?

O esquema de vacinação será feito em duas doses, com intervalo de 30 dias entre elas.

Como o Brasil vai comprar vacina contra a varíola dos macacos?

A aquisição será feita por meio de convênio com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) porque a empresa dinamarquesa produtora da vacina não-replicante não tem escritório no Brasil nem pretende abrir representação no país.

Varíola dos macacos tem cura?

Não. O que existe são tratamentos que aliviam os sintomas da doença, sem a possibilidade de matar o vírus e impedir, por exemplo, o surgimento das feridas na pele que são características dessa doença.

Como é a transmissão da varíola dos macacos?

A varíola dos macacos é transmitida a partir do contato com:

  • lesões de pele

  • secreções respiratórias

  • objetos usados por pessoas infectadas

Também é possível que o vírus seja passado de mãe para filho durante a gestação, através da placenta.

Macacos e outros animais podem transmitir a varíola dos macacos (Getty)
Macacos e outros animais podem transmitir a varíola dos macacos (Getty)

Animais podem transmitir o vírus da varíola dos macacos?

Sim. Animais infectados, como macacos, ratos e esquilos, também podem transmitir o vírus.

A varíola dos macacos pode se tornar uma pandemia mundial?

É bastante improvável que isso aconteça. Especialistas de todo o mundo concordam que a chance de a varíola dos macacos se tornar uma pandemia mundial é sensivelmente menor do que como foi com o coronavírus.

Em Londres, pessoas já estão sendo vacinadas contra a varíola dos macacos; pandemia mundial é difícil (Hollie Adams/Getty Images)
Em Londres, pessoas já estão sendo vacinadas contra a varíola dos macacos; pandemia mundial é difícil (Hollie Adams/Getty Images)

Por que é mais difícil ter uma pandemia de varíola dos macacos?

  • maior dificuldade na transmissão

  • maior facilidade em identificar pessoas doentes

Por que existe mais dificuldade de transmissão da varíola dos macacos?

Por precisar de contato para a transmissão, o vírus da varíola dos macacos é muito difícil transmitir de pessoa para pessoa, ao contrário de um vírus respiratório como o SARS-Cov-2.

Por que existe maior facilidade em identificar pessoas com a varíola dos macacos?

Diferente da covid, que tem sintomas extremamente parecidos com a gripe comum, existem sintomas óbvios da varíola dos macacos, especialmente o aparecimento de pústulas na pele.

Qual o tratamento para a varíola dos macacos?

Para casos mais leves, normalmente não é necessário realizar tratamento específico para a varíola dos macacos, já que os sintomas da doença costumam desaparecer após algumas semanas. Existem, porém, alguns casos nos quais o médico pode indicar o uso de medicamentos para aliviar os sintomas mais rapidamente.

Tratamentos para varíola dos macacos apenas amenizam os sintomas (Getty)
Tratamentos para varíola dos macacos apenas amenizam os sintomas (Getty)

Quais os remédios para varíola dos macacos?

Em 2018 foi aprovado o medicamento Tecovirimat e em 2021 foi aprovado o Brincidofovir, que possuem atividade contra o vírus da varíola, podendo combater a infecção de forma eficaz. No entanto, esses medicamentos não foram testados em pessoas doente e, por isso, não é conhecido o seu real efeito em humanos.

Varíola dos macacos pode matar?

Sim. Apesar de na maioria dos casos a varíola dos macacos ser uma doença leve, em alguns casos ela pode levar à morte.

Já morreram pessoas no Brasil de varíola dos macacos?

Sim. A primeira morte ocorreu em Minas Gerais. Ministério da Saúde confirmou no dia 29 de julho a primeira morte por varíola dos macacos no Brasil.

Qual a taxa de letalidade da varíola dos macacos?

O número varia entre 3 a 6% dos casos, bastante inferior à da varíola humana, que matou milhões de pessoas e já foi erradicada. A varíola maior, uma das variantes da varíola humana, chegou a ter taxa de letalidade de 30%.

Varíola dos macacos: um breve histórico para entender a doença

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos