Silvio Santos passa perrengue ao vivo, perde calça e fica de cueca no SBT

Durante seu programa no SBT, Silvio Santos surpreendeu a plateia ao mostrar que sua calça estava folgada e escorregando de seu corpo.

"Caiu a calça, caiu! Tenho que apertar mais o cinto, estou emagrecendo. Pronto, resolveu", riu ele, após mostrar a cueca para a plateia. Em 2012, o dono da emissora passou pelo mesmo problema durante o quadro "Não Erre a Letra". A reação foi a mesma: com bom humor, o apresentador deu risada de si mesmo, levantou a calça e continuou a trabalhar normalmente.

Assista ao momento:

Polêmicas no programa

Silvio Santos também surpreendeu o público do SBT ao defender a redesignação sexual, popularmente conhecida como cirurgia de "mudança de sexo" no dia 12 de junho de 2022. Na atração, o apresentador recebeu Ava Simões, Miss Trans Star Internacional, que falou sobre o assunto com o veterano no palco do programa de auditório.

Durante a conversa, Silvio Santos contou com a ajuda da Miss para explicar o que é ser transexual. Depois, ele falou sua opinião sobre a cirurgia.

"Se você nasce um menino, mas está verificando que os anos estão passando e você está se sentindo uma menina, você está sofrendo. Se quer se livrar desse sofrimento e a ciência permite, você faz a transformação e fica feliz. Se eu estou com cabelo na testa e o cabelo está me incomodando, eu vou no Jassa (cabeleireiro) e mando ele cortar. Pra quê ficar sofrendo se pode viver contente?", disse o artista.

O vídeo viralizou nas redes sociais. Muitas pessoas não esperavam o comentário do apresentador, afinal, Silvio Santos e suas filhas contam com um histórico de polêmicas e falas preconceituosas. Há algum tempo, Pabllo Vittar foi alvo no “Jogo das 3 Pistas”. Na ocasião, ele citou seu nome para as pessoas acertarem a palavra "bicha".

Em entrevista ao “TV Fama”, a cantora comentou: “Acho que a gente tem que pegar esses nomes aos quais as pessoas se referem e levar para o nosso lado como um adjetivo e não como um xingamento. Encaro a palavra bicha como um empoderamento. Não sou bicha, não. Sou bichérrima, bichona! Sou mais do que bicha! Viva as bichas e é isso. Não me ofende, porque pego essas palavras para mim como uma forma de empoderamento”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos