Simón, o cachorro prometido por Chávez a Kirchner, vira febre na internet

O cachorrinho Simón, um simpático filhote que a presidente da Argentina, Cristina Kirchner, recebeu de presente durante sua convalescença, atraiu todas as atenções da imprensa argentina e virou febre nas redes sociais.

A chefe de Estado apresentou na segunda-feira seu novo mascote, o cãozinho peludo branco dado pelo irmão de Hugo Chávez, por meio de um vídeo gravado por sua filha Florença, sua primeira aparição após mais de um mês de licença médica após ser submetida a uma cirurgia craniana em 8 de outubro.

A foto da presidente com o cachorro apareceu em todos os jornais de Buenos Aires. O bichinho também ganhou uma conta no Twitter, sob o nome de "Simón Nac & Dog", em uma adaptação bem-humorada do lema "Nac e Pop" (nacional e popular) usada pelos kirchneristas.

O usuário @SimonCFK ganhou cerca de 4.500 seguidores em 12 horas e seu primeiro tweet foi "guau", seguido por dezenas de mensagens irônicas ou engraçadas.

"É o cachorro que Hugo Chávez tinha me prometido: o cão nacional da Venezuela. Um como o que acompanhou Simón Bolívar em todas as suas campanhas", disse a presidente sobre a raça mucuchí em um tom descontraído e amigável.

Enquanto ele falava na frente da câmera, o cãozinho tentava morder o cabelo da presidente que repreendeu-o: "Não, o cabelo não, se não vou ter que romper relações com a Venezuela", brincou.

Ela disse que um cão como seu, chamado Nevado, acompanhou Bolívar nas batalhas e foi morto na Batalha de Carabobo (1821), atingido por uma lança dos espanhóis.

Cristina Kirchner, de 60 anos, explicou que batizou o cão de Simón, como Bolívar, e que o levará para El Calafate, 2,760 km a sudoeste, onde a presidente tem uma residência.

Carregando...

YAHOO NOTÍCIAS NO FACEBOOK

Siga o Yahoo Notícias