Simone Biles e outras atletas processam FBI em mais de US$ 1 bilhão

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Agência de investigação dos EUA é alvo de processo por conta do tratamento que deu ao caso de assédio à Simone Biles e outras atletas.
Agência de investigação dos EUA é alvo de processo por conta do tratamento que deu ao caso de assédio à Simone Biles e outras atletas. Foto: (Graeme Jennings-Pool/Getty Images)

Incluindo a estrela e medalhista de ouro Simone Biles, um grupo de cerca de 90 ginastas olímpicas americanas está processando o FBI, agência de investigação dos Estados Unidos, por falhas durante a condução do caso de assédio sexual cometido pelo então médico esportivo Larry Nassar, que foi condenado por ter abusado de mais de 150 jovens e adolescentes que treinavam com ele.

O pedido feito pelo grupo é de mais de 1 bilhão de dólares, aproximadamente R$ 4,9 bilhões na cotação atual, e a informação foi divulgada nesta quarta-feira pelos advogados que representam as atletas. É destacado pelos representantes legais que os agentes federais tinham conhecimento, ainda em 2015, sobre as acusações de assédio contra Larry Nassar, mas que nada foi feito por eles.

Leia também:

Condenado em fevereiro de 2018 de 40 a 175 anos pelos abusos sexuais cometidos, Larry Nassar já cumpria uma outra pena, estipulada em dezembro de 2017, por armazenamento de material de pornografia infantil. Neste segundo caso, o tempo de prisão definido é de 60 anos. O ex-médico trabalhou por cerca de três décadas com a Federação de Ginástica dos EUA.

Em um painel realizado em setembro de 2021, onde os erros do FBI foram apurados, Simone Biles, que chorou em seu depoimento, relatou que: "Não quero que nenhuma outra atleta sofra o horror que eu vivi. Sofremos e seguimos sofrendo porque ninguém fez o necessário para nos proteger. Falharam conosco e merecemos respostas. Nassar está no lugar a que pertence, mas aqueles que permitiram os abusos têm de prestar contas".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos