Simone Tebet e Flávio Bolsonaro discutem na CPI: “No microfone ele não tem coragem de falar”

·1 minuto de leitura
  • Senadores Simone Tebet e Flavio Bolsonaro discutiram durante a sessão da CPI da Covid

  • Segundo Simone Tebet, ela foi ofendida pelo filho do presidente Bolsonaro

  • Flavio Bolsonaro acusou senadora de estar induzindo a depoente, Emanuela Medrades

Na sessão da CPI da Covid nesta quarta-feira (14), a senadora Simone Tebet (MDB-MS) e Flavio Bolsonaro (Patriota-RJ) durante o depoimento de Emanuela Medrades, funcionária da Precisa Medicamentos.

A senadora foi interrompida por Flavio Bolsonaro e ficou irritada. “Não estou me dirigindo a Vossa Excelência. Vossa Excelência só usará o microfone quando o presidente desta comissão determinar. Peço que respeite uma senadora da República”, disse Tebet.

Leia também

A discussão entre os dois continuou e ficou ainda mais acalorada. Quando todos os microfones dos senadores estavam fechados, Simone Tebet acusou o filho do presidente de tê-la ofendido. “O senhor me respeita”, pede a senadora.

“Senhor presidente, eu peço a palavra pela ordem. Se esse senador (Flavio Bolsonaro) repetir o que disse sobre mim agora, eu vou invocar o Conselho de Ética”, ameaça Simone Tebet. “Porque no microfone ele não tem coragem de dizer o que ele disse pra mim agora.”

Flávio Bolsonaro, com o microfone ligado, diminuiu o tom: “A senhora está induzindo a depoente a dizer o que a senhora quer”.

Segundo Tebet, essas não foram as palavras do filho do presidente Jair Bolsonaro a ela. No entanto, não foi possível identificar o que o senador Flavio Bolsonaro disse à colega.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos