Simone Tebet vota em Campo Grande

Tebet registrou votos em Campo Grande - Foto: Reprodução/CNN Brasil
Tebet registrou votos em Campo Grande - Foto: Reprodução/CNN Brasil
  • Simone Tebet votou na manhã deste domingo em Campo Grande

  • A candidata do MDB luta para reverter a situação e chegar no segundo turno

  • Ela teria sido procurada por aliados de Lula em busca de apoio para um possível segundo turno

Candidata à Presidência da República, Simone Tebet (MDB) votou na manhã deste domingo (2) em Campo Grande-MS.

Tebet compareceu à Escola Estadual Lucia Martins Coelho, acenou para apoiadores e registrou seus votos em uma sala de aula.

A candidata estaria sendo procurada por aliados de seu adversário Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para apoio em um possível segundo turno ou para ter um ministério, caso o petista se eleja no primeiro turno.

Eleições 2022: Como foi até aqui a campanha de Simone Tebet (MDB) à presidência

A senadora Simone Tebet (MDB) participa de sua primeira corrida presidencial como uma das apostas para tentar romper a polarização entre Lula (PT) e Bolsonaro (PL). Na história recente de sua longa trajetória política, se destacou pela atuação combativa na CPI da Covid. 

Mulher considerada combativa e com experiência política tanto no Legislativo como em cargos executivos, Tebet busca convencer os eleitores de que representa o novo -apesar de integrar as filas de um dos partidos mais tradicionais da política brasileira. Ela também enfrenta o desafio de crescer em meio aos rachas internos e dissidências que marcam o MDB e sua coligação.

Tebet entrou na política por intermédio de seu pai, Ramez Tebet (1936-2006), político influente em Mato Grosso do Sul e que chegou à presidência do Senado. Advogada e professora universitária, ela migrou para a vida pública e ocupou quatro cargos ao longo de sua trajetória. Foi deputada estadual, prefeita de Três Lagoas (MS) por dois mandatos, vice-governadora e agora conclui seus oito anos no Senado.

Além do cargo como senadora, Simone foi a primeira mulher presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e era líder da bancada feminina da casa, que é formada pelas senadoras do Congresso Nacional.

Em 2021, a senadora, sem apoio de seu partido para a presidência do Senado, lançou candidatura independente e recebeu apenas 21 votos.

O programa de governo de Tebet tem 48 páginas e é divido em quatro eixos principais: justiça social, cidadania e combate a desigualdades; economia verde e desenvolvimento sustentável; governo parceiro da iniciativa privada; e governo inclusivo, seguro e transparente.