Simony comenta assédio ao vivo na TV: "Me vi vulnerável em uma situação desagradável"

Simony ficou constrangida com atitude de Dudu Camargo ao vivo. Foto: reprodução/RedeTV!

Depois de ter sido apalpada durante uma transmissão ao vivo por Dudu Camargo, Simony se pronunciou sobre a situação constrangedora vivida no programa “Bastidores do Carnaval”, na RedeTV!. A cantora usou as redes sociais para se manifestar sobre o episódio, ocorrido na noite da última sexta-feira (21).

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

“O meu carnaval mal começou e hoje, ao chegar em casa, me deparei com o descontentamento do meu filho e de boa parcela do público que se mostrou indignado com o fato de um homem ter passado a mão no meu peito em cadeia nacional. Eu estava ao vivo na Rede TV!, realizando meu trabalho ao lado de colegas da profissão e por mais ‘permissiva’ e brincalhona que possa sugerir ser uma transmissão de bastidores do carnaval, me senti mal, me vi vulnerável em uma situação desagradável que eu gostaria de dividir com vocês como mulher e mãe”, desabafou.

Leia também:

Durante a entrevista, Simony reagiu quando o jovem passou a mão em seu seio: “Olha isso. Tira isso daqui, sai daqui. Esse Dudu é abusado”. Ela também reclamou da postura do rapaz ao aceitar dar um selinho: “É só um selinho e ele quer ficar segurando o pescoço da gente!”.

No Instagram, a cantora explicou que se posicionava também por outras mulheres que passam por situação semelhante constantemente. “Eu poderia achar que o que Dudu Camargo fez foi apenas ‘brincadeirinha’ mas sinceramente me senti mal em não poder dizer ali o que eu achei da cena. Ele passa a mão em mim como se estivesse apalpando um pedaço de carne, me puxa o pescoço e fala que está querendo ‘procriar’, oi?. Ali estava claro que a ‘brincadeira’ de Dudu era sexualizada, queria mostrar-se como ‘macho’ afim de satisfazer sua vontade sem pedir, sem perguntar, sem pensar que além dele existia ali a minha vontade”.

Sobraram críticas também ao colega de transmissão, Nelson Rubens, por ter frisado que ela estava solteira e “disponível”. “A mulher é e está como e com quem ela bem entender, o fato de usar um decote e uma roupa curta e decotada não quer dizer que quer ser possuída ou agarrada por um homem, chegamos a um tempo em que é necessário evoluir e entender de uma vez por todas que o direito a vontade de um acaba onde começa o do outro. Mulheres não existem para procriarem ou serem assediadas por homens e agarradas ao bel prazer”, acrescentou.

A cantora ainda reforçou a importância de se discutir sobre assédio no Carnaval e concluiu o longo texto com uma mensagem dirigida a Dudu.

“Você ainda é novo pode aprender com esse episódio, tenho um filho pequeno e outro que já é um homem e a eles devo fazer a minha parte de mostrar que o machismo é algo vergonhoso e que não deve servir de autoafirmação ou postura a ser admirada. Que o episódio ajude a pensarmos melhor essas questões. Paz, respeito e amor”, finalizou.

Ryan, o filho mais velho de Simony também saiu em defesa da mãe. Sem mencionar o nome do apresentador do SBT, o jovem de 18 anos publicou mensagens em seus Stories no Instagram fazendo alusão ao movimento contra o assédio, com o slogan “Não é não” e a seguinte mensagem: “Vacilão, sorte sua que eu não estava por perto”.