Sinal analógico de TV será desligado hoje em São Paulo e municípios da região

Sabrina Craide - Repórter da Agência Brasil

Para as famílias de baixa renda, 1,2 milhão de kits gratuitos devem ser entregues na região metropolitana de São Paulo e em municípios vizinhos -Antonio Cruz/ Agência Brasil

A partir de hoje (29), o sinal analógico de televisão será totalmente desligado em São Paulo e em mais 38 municípios da região metropolitana. O sinal só estará disponível no formato digital e, para sintonizar os canais de TV abertos, será preciso instalar uma antena digital e um conversor se o aparelho não for digital.

Ontem (28), o Grupo de implantação da TV Digital (Gired) informou que as condições para o desligamento analógico em São Paulo foram atendidas. Segundo pesquisa feita pelo Ibope, 92% dos domicílios da região metropolitana estarão aptos a receber o sinal digital da TV aberta quando ocorrer o desligamento das transmissões analógicas.

Com o fim das transmissões analógicas, a previsão é de que o índice da população coberta por algum tipo de sistema de recepção de sinal de TV será de 95%. Isso inclui, por exemplo, os domicílios que têm TV parabólica.

Para Antônio Marteletto, presidente da Seja Digital, entidade responsável pela transição da TV aberta analógica para a nova fase, a expectativa é de que em alguns dias o percentual chegue a 100% da população. Ele espera que a digitalização em São Paulo sirva para impulsionar o processo no restante do país, pela importância da cidade.

Conversores

Para as famílias de baixa renda, 1,2 milhão de kits gratuitos devem ser entregues na Grande São Paulo e em municípios vizinhos. Os kits, que contêm conversor, antena e cabos, continuarão a ser distribuídos até 45 dias após o encerramento das transmissões analógicas.

Das famílias inscritas no Bolsa Família, 91% já contam com o sinal de TV aberta digital e, nos demais programas sociais, o percentual é de 89%. Nos canais abertos que forem desligados, será ainda transmitida por 30 dias mensagem para que o telespectador seja informado do fim das transmissões analógicas.

Com o desligamento do sinal analógico, a faixa de 700 megahertz, que atualmente é utilizada para as transmissões de TV analógica na região, será destinada ao serviço 4G de telefonia móvel.

Próximos passos

A próxima etapa do desligamento será em Goiânia e em mais 28 municípios de Goiás, no dia 31 de maio. Segundo o Ibope, o primeiro levantamento mostra que 80% dos domicílios da região já estão preparados para receber o sinal digital de televisão.

Em julho, será a vez da região metropolitana de quatro capitais: Salvador, Fortaleza, Belo Horizonte e Recife. Também para a data de 26 de julho estão previstas as cidades cearenses de Sobral e Juazeiro do Norte. Em setembro, o sinal deve ser desligado em cidades do interior paulista: Campinas, Franca, Ribeirão Preto, Santos e municípios da região do Vale do Paraíba. Em outubro, serão o Rio de Janeiro e Vitória.

A primeira cidade que teve o sinal analógico desligado foi Rio Verde, em Goiás, como um piloto da operação, em março do ano passado. Em novembro, o sinal foi desligado em Brasília e nas cidades do entorno.

Desde a última segunda-feira (27), a TV Brasil, em São Paulo, pode ser sintonizada por meio do canal 62.1 digital e em HD.

Veja a lista de municípios que terão as transmissões analógicas de TV desligadas:

Arujá, Barueri, Biritiba Mirim, Caieiras, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Diadema, Embu, Embu-Guaçu, Ferraz de Vasconcelos, Francisco Morato, Franco da Rocha, Guararema, Guarulhos, Ibiúna, Itapecerica da Serra, Itapevi, Itaquaquecetuba, Jandira, Mairiporã, Mauá, Mogi das Cruzes, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Poá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Salesópolis, Santa Isabel, Santana de Parnaíba, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, São Lourenço da Serra, São Paulo, Suzano, Taboão da Serra e Vargem Grande Paulista.