Greve de Médicos: Sindicato anuncia paralisação em SP na próxima quarta (19)

·1 min de leitura
Em meio a uma nova disparada de casos, São Paulo pode ter greve de médicos - Foto: Fabio Teixeira/Anadolu Agency via Getty Images
Em meio a uma nova disparada de casos, São Paulo pode ter greve de médicos - Foto: Fabio Teixeira/Anadolu Agency via Getty Images

O Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp) anunciou na madrugada desta sexta-feira uma greve de médicos que atendem na atenção primária à saúde na rede pública da cidade de São Paulo na próxima quarta-feira, dia 19 de janeiro, em meio a uma disparada de casos de Covid-19 provocada pela variante Ômicron do coronavírus

A categoria alega que os médicos estão sofrendo de exaustão diante da disparada da Covid e do afastamento de colegas contaminados pelo vírus, e querem que a prefeitura contrate imediatamente mais equipes para o atendimento de síndromes gripais, desobrigue os profissionais de comparecimento às unidades aos fins de semana e feriados e garanta condições mínimas de trabalho. 

A decisão pela paralisação foi tomada pela categoria em assembleia com a presença de 150 profissionais realizada na quinta-feira. 

"Eles solicitam à prefeitura de São Paulo e à Secretaria Municipal de Saúde uma reunião com o Simesp, uma resposta para reestruturação das equipes desfalcadas e um plano de reposição dos profissionais afastados, com prazo até 17 de janeiro. Deste modo, poderão reavaliar a manutenção da paralisação no dia 19", afirmou o sindicato em nota. 

Procurada, a Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo não se manifestou imediatamente sobre o anúncio de paralisação. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos