João Gomes é vetado de show no Maranhão após criticar Bolsonaro no Rock in Rio

João Gomes tem show marcado no Maranhão (Fotos: Thyago Andrade/AgBrazilnews)
João Gomes tem show marcado no Maranhão (Fotos: Thyago Andrade/AgBrazilnews)

João Gomes foi surpreendido por um pronunciamento do Sindicato Rural da cidade de Imperatriz, no Maranhão. Três membros da entidade postaram um vídeo nas redes sociais dizendo que o cantor não é bem vindo na cidade após puxar um coro contra o presidente Jair Bolsonaro (PL) durante o Rock in Rio 2022.

"Fomos procurados para realizar o show do cantor João Gomes aqui dentro da nossa arena, do qual nós negamos, em virtude do comportamento dele de tratar mal a figura do nosso presidente Bolsonaro. Ele não é bem-vindo aqui dentro do Parque de Exposições, pois a nossa bandeira é verde e amarela", afirma o trio no vídeo.

Em sua estreia no Rock in Rio, João Gomes foi aplaudido pelo público após puxar um coro de "Ei, Bolsonaro, vai tomar no **". Após a repercussão, ele fez uma postagem pedindo desculpas pela manifestação política. "Errei e desrespeitei alguns fãs… não apoio qualquer bandeira mas fui irresponsável. Queria pedir desculpas por citar um nome que jamais poderia citar", escreveu João em seu perfil no Twitter. Em seguida, acrescentou: "Meu propósito aqui é transmitir amor e alegria para vocês".

Com pouco mais de um ano de carreira, o músico se apresentou no evento na Arena Itaú logo após o show de Justin Bieber no Palco Mundo, que ficou pequeno para a quantidade de pessoas que queriam ouvi-lo cantar “Eu Tenho a Senha”, “Meu Pedaço de Pecado”, “Dengo” e “Meu Bem”.

Ele dividiu espaço com Pedro Sampaio no encerramento do terceiro dia do festival de música, que também teve apresentações de Demi Lovato, Iza, Luísa Sonza, Lil Whind, Emicida, Gilberto Gil e Família e Matuê.