Sinead O'Connor culpa governo irlandês pela morte do filho

·2 min de leitura

Em uma série de tuítes na tarde de sábado, a cantora Sinead O'Connor culpou o governo irlandês pela morte do filho. Dois dias depois de ser dado como desaparecido, Shane O'Connor, de 17 anos, foi encontrado sem vida, sexta-feira, na cidade de Wicklow. A artista já havia ameaçado processar o hospital onde o adolescente estava internado para se tratar de depressão após duas tentativas de suicídio.

"Qualquer declaração da Tusla [a agência estatal de proteção à criança e à família da Irlanda] sugerindo que eles a) Fizeram o seu melhor b) Se importaram ou c) Têm a mais profunda solidariedade por qualquer um aqui, exceto seus advogados, é um monte de lixo que matou muitas crianças e não vai funcionar agora. Muitas crianças estão morrendo sob o monitoramento da Tusla", acusou Sinead, no Twitter.

Em uma publicação anterior, a cantora dissera que ia se recolher por um tempo para chorar pelo filho, mas que depois iria contar "exatamente como o Estado irlandês nas formas ignorantes, malignas, egoístas e mentirosas da Tusla e do serviço de saúde possibilitaram e facilitaram sua morte."

Logo que soube do falecimento do filho, Sinead disse que Shane havia decidido "encerrar sua luta terrena". O adolescente era fruto do relacionamento da cantora com um ex-companheiro, o cantor folk Donal Lunny. "Meu lindo filho Nevi'im Nesta Ali Shane O'Connor, luz da minha vida, decidiu encerrar sua luta terrena hoje e agora está com Deus", escreveu Sinead. "Que ele descanse em paz e ninguem siga seu exemplo. Meu bebê, eu te amo muito. Por favor, fique em paz."

Além de Shane, Sinead - que mudou seu nome para Shuhada Davitt depois de se converter ao Islamismo em 2018 - é mãe de Jake Reynols Rosin Waters e Yeshua Bonadio.

No dia em que o caçula desapareu, a cantora escreveu: "Sua vida é preciosa. Deus não criou aquele lindo sorriso em seus olhos à toda. Meu mundo vai entrar em colapso sem você" e continuou: "Você é meu coração. Por favor, não pare de bater, não se machuque".

Pouco antes de o corpo de Shane ser encontrado, Sinead desabafou no Twitter: "Como um jovem traumatizado de 17 anos QUE ESTAVA SOB VIGILÂNCIA CONTRA SUICÍDIO na Ala Lynn do Hospital Tallaght foi capaz de desaparecer? O hospital, claro, até agora se recusou a assumir qualquer responsabilidade."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos