Sismo no leste do Afeganistão faz pelo menos 1000 mortos

Pelo menos 1000 pessoas morreram no Afeganistão e cerca de 1500 ficaram feridas, esta quarta-feira, na sequência de um forte terramoto, segundo o balanço oficial mais recente.

O balanço foi atualizado, ao início da tarde, por Mawlawi Sharafuddin Muslim, ministro-adjunto do Estado afegão com a pasta da Gestão de Desastres e Emergências no país, após as primeiras informações  darem conta de 250 mortes.

O terramoto, de magnitude de 6,1 na escala de Richter, abalou a província de Paktika, no leste do país e, de acordo com a agência sismológica europeia (EMSC), foi sentido num raio de 500 quilómetros, com as ondas de choque a chegar à Índia e ao Paquistão.

O número de vítimas mortais e de feridos continua a ser avaliado, podendo aumentar nas próximas horas.

Com receio de uma catástrofe humanitária, as autoridades apelam às organizações de ajuda humanitária para que enviem equipas para a região. A tarefa pode, no entanto, revelar-se complicada, devido à retirada das agências internacionais do país, ano passado, após a tomada de posse do governo talibã.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos