Sistemas de ar condicionado não são suficientes para filtrar coronavírus

REINALDO JOSÉ LOPES

SÃO CARLOS (SP) - Evidências preliminares indicam que sistemas convencionais de ar condicionado não são suficientes para "filtrar" as partículas de coronavírus. Além disso, muitos deles costumam misturar o ar interno com o externo, o que significa que, em locais fechados onde estão pessoas infectadas, o ar condicionado pode até espalhar mais o vírus.

As primeiras conclusões sobre o problema vêm da análise do avanço do vírus Sars-CoV-2 entre os passageiros do navio Diamond Princess, cujos ocupantes tiveram de ficar de quarentena no mês passado.

Desligar o ar condicionado, ligar ventiladores e abrir as janelas de casa e do trabalho sempre que possível são algumas medidas para evitar transmissão do coronavírus Divulgação Esquadrias de PVC Atenua Som Indústria e Comércio Ltda Segundo Qingyan Chen, professor de engenharia mecânica da Universidade Purdue (EUA), que estuda como equipamentos de ventilação podem espalhar partículas, o sistema de mistura do ar interno e externo, bem como a falta de uma filtragem na escala de nanômetros (bilionésimos de metro) nos aparelhos, estariam por trás do aumento de casos no navio turístico.

Outro levantamento, num hospital de Singapura, indicou que o ar condicionado convencional da instalação médica também seria capaz de espalhar o vírus, em vez de retê-lo.

Ainda segundo Chen, os sistemas mais avançados presentes em aviões seriam capazes de fazer essa filtragem de partículas virais, além de "puxar" ar externo com uma frequência suficiente para minimizar o tempo de exposição ao ar já exalado pelos passageiros e tripulação. Por outro lado, é claro que a proximidade entre as pessoas dentro do avião é um fator de risco caso alguém ali dentro esteja infectado.

Embora os dados sobre coronavírus sejam poucos, no caso de outros vírus respiratórios, como os de gripe, sabe-se que o ar mais frio e seco produzido por esses sistemas pode favorecer a persistência das partículas virais no ambiente.

As autoridades de saúde de Singapura, país cujo combate à pandemia tem sido visto como bem-sucedido, orientaram a população a desligar o ar condicionado, ligar ventiladores e abrir as janelas de casa e do trabalho sempre que possível.