Site do TSE tem instabilidade a 2 dias do fim do prazo para regularizar título

TSE: problema foi causado pelo alto número de acessos. Foto: Divulgação/TSE
TSE: problema foi causado pelo alto número de acessos. Foto: Divulgação/TSE
  • Segundo o tribunal, o problema foi causado pelo alto número de acessos;

  • “Falha” aconteceu dois dias antes do término do prazo para regularizar ou emitir o título de eleitor;

  • Relatos do problema começaram a surgir no início da tarde desta segunda (2).

O site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) registrou instabilidade nesta segunda-feira (2) e alguns serviços do portal chegaram a ficar fora do ar por alguns minutos. Segundo o tribunal, o problema foi causado pelo alto número de acessos.

"As áreas técnicas responsáveis já trabalham para o restabelecimento das páginas e dos sistemas afetados", diz trecho do comunicado.

A “falha” aconteceu dois dias antes do término do prazo para regularizar ou emitir o título de eleitor, que se encerra na próxima quarta-feira (4).

Segundo o g1, os relatos do problema começaram a surgir no início da tarde desta segunda. Após apresentar lentidão, as páginas do servidor do TSE deixaram de carregar.

“Não podemos nos conectar ao servidor deste aplicativo ou site no momento. Pode haver muito tráfego ou um erro de configuração. Tente novamente mais tarde ou entre em contato com o proprietário do aplicativo ou site”, dizia a mensagem exibida em algumas páginas do site.

Ainda segundo o jornal, ficaram indisponíveis, por exemplo, as páginas do Processo Judicial Eletrônico (PJe) do tribunal, as áreas de consulta aos processos e os formulários para emissão, regularização e alteração de dados do título de eleitor.

Para votar, é possível regularizar a situação eleitoral pelo site Título Net. Até o dia 4, é possível solicitar a primeira via do título, transferir o domicílio eleitoral e também resolver outras pendências, como justificar ausências e falta de voto nas últimas três eleições.

Passo a passo

Para regularizar a situação eleitoral, é preciso entrar no Título Net, no site do TSE. É preciso anexar um documento oficial com voto, comprovante de residência, comprovante de pagamento de débito com a Justiça Eleitoral e comprovante de quitação do serviço militar

Para aqueles brasileiros que vão tirar o título pela primeira vez, é preciso informar o estado em que vive e, depois, digitalizar alguns documentos, como:

  • Foto tipo selfie segurando documento oficial;

  • Comprovante de residência;

  • Para homens de 18 a 45 anos, certificado de quitação de serviço militar.

Quando aparecer a opção “título de eleitor”, é preciso marcar a opção “não tenho”.

Depois, os dados serão analisados pela Justiça Eleitoral. O processo pode ser acompanhado pelo site do TSE. Outra opção para consultar a situação eleitoral é entrar no aplicativo e-Título.

Como regularizar o título de

Para estar em dia com a Justiça Eleitoral, é necessário estar com o voto em dia e ter justificado ausências. Vale também conferir se não há débitos com a Justiça Eleitoral.

Caso esteja irregular, consulte os seus débitos como eleitor. Para tanto, deslize a página até o final e informe os dados solicitados. Se houver alguma multa eleitoral em seu nome, emita o boleto para pagamento no botão correspondente.

Para quitar os débitos, é possível acessar a sessão "Emitir GRU" ou ir diretamente no botão "Pagar", que permite efetuar a quitação pelo cartão de crédito via Mercado Pago ou PicPay ou pelo PIX. No último caso, é possível realizar o pagamento pelo QR Code ou através do código numérico que será fornecido. Depois que o pagamento for processado pela Justiça Eleitoral, a pendência será removida em até 48 horas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos