Situação da Covid-19 no Brasil é "profundamente preocupante", diz OMS

·1 minuto de leitura
A OMS e a pandemia de Covid-19 no Brasil

GENEBRA (Reuters) - O estado da pandemia da Covid-19 no Brasil é muito preocupante e medidas sérias precisam ser tomadas para lidar com o aumento de casos e mortes no país, afirmou o chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta sexta-feira.

"A menos que medidas sérias sejam tomadas, a tendência de alta, agora sobrecarregando o sistema de saúde e superando sua capacidade, resultará em mais mortes", disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Ele afirmou que todas as partes interessadas devem levar a situação a sério, acrescentando que os países vizinhos podem ser afetados.

"A situação é profundamente preocupante e as medidas que devem ser tomadas devem ser as mais sérias possíveis", disse Tedros em entrevista coletiva.

Na mesma ocasião, o principal especialista em emergências da OMS, Mike Ryan, destacou que a piora da situação no Brasil reflete na sobrecarga do sistema de saúde, cuja capacidade remanescente para atendimentos é muito baixa.

Ele chamou atenção para taxas de ocupação de mais de 96% nas regiões Sul e Centro-Oeste.

"Nós gostaríamos de ver o Brasil indo em uma direção diferente, mas será necessário um esforço enorme para que isso aconteça. O sistema está consideravelmente pressionado neste momento", afirmou Ryan.

"Enquanto muitos países nas Américas Central e do Sul estão se movendo em uma direção diferente, o Brasil não está", acrescentou o especialista.

(Reportagem de Emma Farge, Stephanie Nebehay e Michael Shields)