Skaf quer colar em Tarcisio e diz ver candidatura ao Senado como última grande chance

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
*** FOTO DE ARQUIVO *** SÃO PAULO, SP, 30.03.2019: Retrato do presidente da Fiesp, Paulo Skaf. (Foto: Bruno Santos/ Folhapress)
*** FOTO DE ARQUIVO *** SÃO PAULO, SP, 30.03.2019: Retrato do presidente da Fiesp, Paulo Skaf. (Foto: Bruno Santos/ Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Paulo Skaf (MDB) tem dito a aliados que considera sua candidatura ao Senado como a última grande chance que terá na política. Ele planeja grudar em Tarcisio de Freitas, ministro da Infraestrutura, escolhido por Jair Bolsonaro (PL) para disputar o governo de São Paulo.

Próximo do presidente, Skaf foi nomeado para o Conselho da República em fevereiro do ano passado.

A leitura feita pelo grupo político de Skaf é a de que Fernando Haddad (PT) passará com facilidade ao segundo turno, gerando disputa acirrada entre Tarcisio e Rodrigo Garcia (PSDB) pela outra vaga.

O ministro deverá ganhar projeção com apoio do centrão e da máquina federal, e o cálculo é que Skaf, ao seu lado, crescerá junto como candidato de Bolsonaro.

O ex-presidente da Fiesp tem dito que espera contar com apoio dos empresários e também da base da pirâmide que desfruta de serviços oferecidos, por exemplo, pelo Sesi.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos