Will Smith fala sobre tapa que deu em Chris Rock no Oscar em vídeo: 'Meu comportamento foi inaceitável'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O ator Will Smith se pronunciou sobre o tapa que deu em Chris Rock durante a cerimônia do Oscar em março deste ano. Por meio de um vídeo publicado em suas redes sociais nesta sexta-feira, dia 29, ele mandou recado para o comediante, seus familiares, fãs e colegas idnicados na premiação. Na ocasião, Smith levou sua primeira estatueta pelo papel em "King Richard: Criando campeãs".

"Nos últimos meses, eu estive pensando muito e fazendo muito trabalho pessoal. Vocês fizeram muitas perguntas e eu queria tirar um tempo para respondeê-las", diz a introdução do vídeo.

Na sequência, responde o motivo de não ter se desculpado com Rock em seu discurso de agradecimento pelo Oscar que venceu naquela noite:

"Eu já estava confuso naquele ponto, estava tudo embaralhado. Eu entrei em contato com o Chrise o retorno que eu tive foi de que ele não estava pronto para falar e, quando estivesse, avisaria. Então eu quero dizer a você, Chris, eu me desculpo com você. Meu comportamento foi inaceitável e eu estou aqui quando quiser conversar".

Smith também pede desculpas à mãe do comediante e ao resto de sua família e diz que não tinha pensado sobre "quantas pessoas se feriram naquele momento". No vídeo, ele também pede perdão aos próprios filhos e à sua mulher, Jada Pinkett Smith. O ator ainda se desculpa com os colegas indicados naquela noite por ter "roubado e manchado" o momento deles.

O artista contou que passou os últimos meses refletindo sobre o que aconteceu e diz:

"Não há nenhuma parte de mim que pense que essa era a maneira certa de se comportar naquele momento. Não há nenhuma parte de mim que pense que essa é a maneira ideal de lidar com um sentimento de desrespeito ou insultos".

O ator esclareceu que Jada não teve nenhum envolvimento com sua ação na cerimônia e afirmou que ele "fez uma escolha por conta própria por suas próprias experiências e sua história com Chris".

Antes de finalizar, o ator pontuou que "desapontar pessoas" é um trauma seu. E continuou:

"Eu odeio deixar as pessoas decepcionadas. Me machuca psicologicamente e emocionalmente saber que eu não estive à altura da imagem que as pessoas tinham de mim. Eu estou com remorso profundo, mas eu estou tentando ter isso sem sentir vergonha de mim mesmo. Eu sou humano, cometi um erro e estou tentando não pensar em mim como um pedaço de merda. Então eu vou dizer que eu sei que foi confuso, eu sei que foi chocante, mas eu prometo que estou profundamente comprometido em pôr luz, amor e alegria no mundo. Se vocês esperarem, eu prometo que poderemos ser amigos de novo.

O ator agrediu Rock após o comediante comparar sua mulher, Jada Pinkett Smith, à personagem G.I. Jane, interpretada pela atriz Demi Moore no filme "Até o limite da honra" (1997). No longa, a personagem tem o cabelo raspado porque faz parte da Marinha. Jada, porém, sofre de alopecia, que provoca calvície.

Após a piada, Smith subiu em silêncio no palco e deu um tapa no rosto de Rock. De volta à plateia, esbravejou: "deixe o nome da minha mulher fora da p**** da sua boca". Na sequência, o ator foi acalmado por Jada e Denzel Washington. No dia seguinte, Smith pediu desculpas a Rock.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos