Sob pressão após apoio do PSDB a Tebet, MDB gaúcho mantém candidatura estadual

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O pré-candidato do MDB no Rio Grande do Sul, Gabriel Souza, se reuniu nesta terça-feira com o presidente nacional da legenda, Baleia Rossi, e reafirmou que segue na disputa ao Palácio Piratini. Souza enfrenta pressão de correligionários para abrir mão da sua candidatura ao governo gaúcho e ser vice na chapa do ex-governador Eduardo Leite (PSDB), que concorrerá à reeleição.

O encontro entre Souza e Baleia ocorreu um dia após Leite recuar do seu plano de ser candidato a presidente pelo PSDB para concorrer ao governo gaúcho. Ao aprovar o apoio à candidatura presidencial da senadora Simone Tebet (MDB-MS), a direção do PSDB condicionou a coligação com o MDB ao apoio ao candidato tucano no Rio Grande do Sul.

Sem Moro presidenciável: 'órfãos' do ex-juiz retornam ao bolsonarismo Eleição: Bolsonaro reforça aposta em sertanejos para ecoar bandeiras da campanha à reeleição De grão em grão: Adesão a vaquinhas esquenta campanha virtual e já arrecada mais R$ 700 mil para pré-candidatos

Nos últimos dias, Souza adotou tom comedido e evitou dar declarações públicas, ainda que mantivesse o discurso de candidato a pessoas próximas. O deputado inclusive tem aparecido nas propagandas do partido na TV e percorrido o estado como postulante ao governo estadual. Nesta tarde, o deputado decidiu se posicionar publicamente. Em nota nas redes sociais, ele sinaliza que não está disposto a recuar:

"Estive reunido pela manhã, em São Paulo, com o presidente nacional do MDB, deputado Baleia Rossi, quando reafirmei minha pré-candidatura. Quero defender o legado iniciado pelo ex-governador Ivo Sartori e apresentar aos gaúchos um projeto político que dê o passo à frente. Há dois meses visito dezenas de municípios gaúchos e posso garantir: existe um grande entusiasmo pela nossa candidatura nas bases", escreveu o deputado em em sua conta oficial no Twitter.

Uma ala do MDB gaúcho é contrária a saída de Souza da corrida eleitoral. Eles afirmam que o partido nunca deixou de lançar candidato a governador naquele estado. Tucanos argumentam, no entanto, que o PSDB também quebrou uma tradição de não lançar candidato a presidente para fechar apoio a Tebet.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos