Sobe para 44 o número de mortos em áreas da periferia da capital síria

Cairo, 4 abr (EFE).- Pelo menos 44 pessoas morreram nesta segunda-feira e outras 170 ficaram feridas por ataques aéreos e de artilharia contra partes distintas da região de Ghouta Oriental, o principal bastião opositor nos arredores de Damasco, a capital da Síria, informou nesta terça-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Entre essas 44 mortes, pelo menos quatro eram menores de idade e sete mulheres, detalhou o OSDH.

Os ataques foram dirigidos contra as populações de Duma, Saqba, Kafr Batna, Jisrin e Hamuriya.

O OSDH indicou que os bombardeios foram realizados por aviões de guerra não identificados, enquanto os ataques de artilharia foram efetuados por efetivos governamentais sírios.

Esses ataques em Ghouta Oriental coincidiram ontem com o avanço do exército sírio e de seus aliados na prefireria nordeste de Damasco, onde conseguiram cercar o distrito de Barze, no qual ficaram encurralados combatentes de facções como o Movimento Islâmico dos Livres de Sham, a Brigada Primeira e o Exército do Islã.

Síria está há seis anos em um conflito civil que já causou mais de 321 mil mortes, segundo o Observatório. EFE