Esposa de Masood condena atentado e diz estar "triste e comovida"

Londres, 28 mar (EFE).- Rohey Hydara, a esposa de Khalid Masood, autor do atentado de Londres, condenou nesta terça-feira o ataque e disse se sentir "triste e comovida", segundo um breve comunicado divulgado através da Polícia Metropolitana londrina.

Masood, cujo nome de nascimento era Adrian Russell Ajao, matou na última quarta-feira quatro pessoas perto do parlamento britânico antes de ser morto por agentes armados.

Em sua nota, Hydara expressa suas condolências aos familiares dos mortos e deseja uma pronta recuperação para todos os que ficaram feridos - cerca de 50 - no ataque.

"Estou triste e comovida pelo que fez Khalid. Condeno totalmente suas ações", afirma no comunicado, onde também pede que respeite sua intimidade "neste momento difícil".

A mãe de Masood, Janet Ajao, também condenou ontem o ataque ao afirmar que não apoiava "as crenças que o levaram a cometer esta atrocidade" e confessou estar "entristecida e chocada".

Khalid Masood, um homem de 52 anos, nascido em Kent (sudeste da Inglaterra), atropelou na semana passada inúmeras pessoas com um carro alugado na Ponte de Westminster.

Após matar três pessoas - dois homens de 48 e 75 anos, e uma mulher de 43 - e ferir dezenas de transeuntes, Masood jogou o automóvel contra os portões que rodeiam o parlamento britânico.

Em seguida, desceu do carro e matou a facadas um policial que tentou evitar sua entrada ao edifício, e foi morto a tiros disparados por agentes. EFE