Sobe para 126 número de mortos pelas chuvas em Pernambuco; ainda há ao menos 2 desaparecidos

Área atingida por deslizamentos causados por chuvas em Recife

Por Eduardo Simões

(Reuters) - O número de mortos pelas enxurradas e deslizamentos de terra provocados pelas fortes chuvas que atingem Pernambuco desde a semana passada subiu para 126 e as equipes de resgate ainda buscam por pelo menos mais duas pessoas que estão desaparecidas, de acordo com informações do governo do Estado divulgadas em nota nesta quinta-feira.

O Corpo de Bombeiros pernambucano encontrou dois corpos --um em Recife, outro em Jaboatão dos Guararapes, na região metropolitana da capital, a mais afetada pela tragédia. Outras quatro vítimas foram identificadas em uma investigação do Instituto Médico Legal (IML), fazendo com que o total de mortos subisse ante os 120 informados na noite de quarta.

"O número de desabrigados subiu para 9.302 pessoas que estão alojadas em 111 instituições de 27 municípios. No total, 31 cidades decretaram estado de emergência e 51 tiveram algum tipo de prejuízo em consequência das chuvas", informou o governo de Pernambuco.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a capital pernambucana deve ter nesta quinta-feira chuvas isoladas à tarde e pancadas de chuva à noite.

Desde o fim do ano passado, tragédias provocadas pelas fortes chuvas deixaram mortos, desabrigados e destruição no sul da Bahia, em São Paulo, Minas Gerais e na região serrana do Rio de Janeiro.

De acordo com levantamento da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), mais de 450 pessoas morreram em tragédias provocadas pela fortes chuvas no Brasil somente neste ano, número que supera com folga as 297 mortes causadas pelas chuvas no país em 2019, até então o pior ano do período de 10 anos analisado pelo levantamento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos